219 347 706 Email Facebook
Windows

Microsoft prepara-se para dar uma nova cara ao Windows 10 na próxima grande atualização

16 de Novembro de 2018 às 09:16

Microsoft prepara-se para dar uma nova cara ao Windows 10 na próxima grande atualização

16 de Novembro de 2018 às 09:16
Windows


A Microsoft tem conseguido dar ao Windows 10 uma nova imagem, tendo recuperado a sua linha mais tradicional dos sistemas operativos. Lentamente este sistema está a ser totalmente remodelado e renovado, com muitas melhorias estéticas.Na próxima grande atualização, que a Microsoft deverá lançar no início do próximo ano, esperam-se ainda mais melhorias e novidades. Uma delas é a renovação da própria imagem do Windows 10.
Ainda não tem uma data definida para chegar, mas a Microsoft já começou a detalhar o que a próxima grande atualização do Windows 10 vai trazer. Focando-se na parte gráfica e estética, a Microsoft quer renovar a cara do Windows 10.Há um novo tema ligth no Widows 10Para isso, prepara-se para nos dar um tema light, que muda completamente a interface do Windows 10, indo desde o menu inciar até à própria barra de tarefas e passando por áreas como o teclado virtual.Para compor ainda mais este cenário de alteração, a Microsoft propõe também uma nova imagem de fundo, adaptada a toda esta nova imagem. Ativar este novo tema light requer apenas alguns cliques nas Definições.Alterações profundas nas atualizações do Windows 10Falar do Windows 10 nestes dias obriga necessariamente a referir as atualizações. A Microsoft volta a mudar mexer nesta área e agora dá aos utilizadores a possibilidade destes colocarem em pausa as atualizações de forma mais direta.Também a forma como estas atualizações vão ser instaladas está a mudar. O SO da Microsoft passa a contar com alguma inteligência nesta área e apenas fará a instalação em horas que o utilizador não esteja a usar a sua máquina.A snipping tool está também melhoradaA nova ferramenta de captação e recorte de imagens do Windows 10 foi também melhorada. Depois de ter recebido a possibilidade de ter um contador de tempo, tem agora a possibilidade de captar janelas de forma direta.Por outro lado, e para facilitar a sua utilização, esta ferramenta de captação de imagens passa a memorizar a opção do utilizador e sempre que é lançada é essa a opção a uso.Todas estas novidades, mesmo sendo apenas para a próxima grande atualização do Windows, estão já a ser disponibilizadas a todos os que estão no canal Fast do programa Insiders do Windows 10.source:pplware.sapo.pt

WhatsApp deixa de funcionar no Windows Phone 8 no fim do ano

27 de Dezembro de 2017 às 09:40
Windows Microsoft


O WhatsApp é um dos serviços de mensagens instantâneas mais usados nos dias de hoje. Presente em quase todas as plataformas, procura dar aos utilizadores as melhores funcionalidades com as atualizações constantes.Depois de terem eliminado algumas plataformas, o WhatsApp anunciou agora que vai deixar cair mais algumas. Começa no Windows Phone 8 e leva também o BlackBerry OS e 10.
Foi em meados deste ano que o WhatsApp terminou o suporte para o Windows Phone 7 e outros sistemas mais antigos. A decisão prendeu-se com as novas funcionalidades que queriam implementar e a falta de suporte destes sistemas.Agora, vários meses depois, é hora do WhatsApp deixar cair por terra mais três sistemas operativos. Desta vez a escolha recaiu sobre o Windows Phone 8.0, o BlackBerry OS e o BlackBerry 10. Estes, a partir de dia 31 de dezembro deixam de poder ser usados.Estas versões deixam agora de poder criar novas contas ou verificar contas que já existam. Na prática, o WhatsApp deixa de funcionar nos equipamentos com estes sistemas operativos.Já antes o suporte para outras versões tinha sido descontinuado. Nessa altura foi abandonado o suporte para as versões de Android anteriores à 2.3.3, o Windows Phone 7, o iPhone 3GS/iOS 6 e o Nokia Symbian S60.As recomendações do WhatsApp para os utilizadores que estão nesta situação é simples. É hora destes trocarem de equipamento e escolher um com Android 4.0 ou superior, um iPhone com iOS 7 ou superior ou um Windows Phone 8.1.Com esta decisão o WhatsApp fica livre para criar novas funcionalidades e fazer avançar ainda mais a sua oferta, sem estar preso a versões antigas e que obrigavam a que existisse uma fragmentação desnecessária dentro deste serviço.source: pplware.sapo.pt

O Word está a ser usado para instalar malware no Windows

11 de Abril de 2017 às 09:58
Windows Word


A suite de produtividade da Microsoft tem sido usada, ao longo dos anos, para trazer malware e vírus ao Windows. De todas as vezes a Microsoft tratou do problema, mas uma nova falha foi encontrada.Desta vez é o Word que está a trazer malware para o Windows, e os atacantes estão a explorar ativamente esta falha, infetando as máquinas dos utilizadores.
Até há pouco tempo o ponto de falha das aplicações do Office eram as Macros. Era através destas que os atacantes conseguiam infetar as máquinas dos utilizadores mais distraídos e incautos.Um novo problema foi encontrado pelas empresas de segurança FireEye e McAfee, que agora explora uma falha na função OLE (Object Linking and Embedding) do Windows. Com apenas um simples ficheiro do Word infetado o processo é iniciado.Ao abrir esse ficheiro, o Word irá descarregar código HTML, disfarçados de ficheiros Rich Text. Quando executados, liga-se a um servidor remoto e, de forma silenciosa, executa um script que inicia o processo de instalação do malware.Assim que este novo ataque foi descoberto, a FireEye informou a Microsoft, que trabalhou na sua resolução. Espera-se que a empresa lance já hoje uma atualização para o seu sistema operativo, corrigindo o problema.As falhas no OLE não são novas e já no passado foram exploradas diversas vezes. A falha atual afeta todas as versões do Office, até mesmo a mais recente (2016), que consegue infetar sem qualquer problema o Windows 10.Por agora, e até surgir uma atualização que resolva o problema, devem ter cuidado com os ficheiros que recebem e que abrem no Word, evitando assim ficarem infetados com malware.source: pplware.sapo.pt

O Android já ultrapassou o Windows no uso da Internet

4 de Abril de 2017 às 09:52
Android Windows Internet


A importância dos sistemas operativos móveis é cada vez maior. Estas são as plataformas escolhidas por terem uma maior mobilidade e, em muitos casos, nos acompanharem no dia-a-dia.Este cenário de evolução teve agora uma confirmação de peso, com o Android a ultrapassar pela primeira vez o Windows no acesso à Internet.
Os dados que confirmam esta mudança vieram da StatCounter e comparam a os sistema de todas as plataformas, incluindo os desktops, laptops, smartphones e tablets.Março foi o mês da mudança e, finalmente, o Android assumiu mais uma liderança. Desta vez o alvo foi o acesso à Internet, onde passou, ainda que por muito pouco, o sistema mais usado, o Windows.O novo domínio do AndroidA diferença entre estes dois sistemas é ainda muito pequena, mas mostra claramente que este pode ser um passo dado num sentido que poderá não ter retorno. Com 37,93% o Android está agora à frente do Windows, que tem 37,91%, sendo esperado que este cenário se mantenha.Para o CEO da StatCounter esta é uma mudança histórica e que marca o fim de uma era, que vinha desde 1980.This is a milestone in technology history and the end of an era. It marks the end of Microsoft’s leadership worldwide of the OS market which it has held since the 1980s. It also represents a major breakthrough for Android which held just 2.4% of global internet usage share only five years ago.Para o Android é também uma vitória importante, uma vez que este sistema tinha apenas 2,4% da utilização global da Internet à apenas 5 anos.O Windows ainda é o sistema operativo mais usadoÉ claro que o Windows é ainda o sistema mais usado no desktop para acesso à Internet, dominando o mercado com 84% e mantendo a sua posição de destaque.Curiosa é a mudança que está a acontecer na Ásia, onde o Windows está a ser abandonado e onde o Android já o ultrapassou, tendo um domínio total e completo, uma tendência que está já a conquistar outros mercados.Com este cenário presente, é pouco compreensível o abandono da Microsoft no seu sistema operativo móvel, que seria a sua alternativa ao Windows.Os números da StatCounter comprovam uma tendência que é cada vez real e que revelam que o desktop está em declínio, estando a escolha a cair nos smartphones Android.source: pplware.sapo.pt

Atenção, o suporte ao Windows Vista termina dentro de 1 mês

15 de Março de 2017 às 09:52
Microsoft Windowsvista


A Microsoft tem um longo historial de versões do Windows. Ao longo dos anos foi lançando novas e melhoradas versões, cada vez mais aprimoradas e com novas funcionalidades.Se algumas delas são marcos de sucesso da empresa, outras não deixaram saudades. O Windows Vista cai nesta segunda categoria e tem, dentro de um mês, o seu fim anunciado, com o terminar do suporte.
É já no próximo dia 11 de Abril que a Microsoft dará por terminada a tarefa de manter o Windows Vista. Desse dia em diante, como aconteceu com o Windows XP, esta versão do Windows deixará de ter acesso a novas atualizações e perderá o suporte.O Windows Vista foi lançado em 2007, esta nova versão do Windows pretendia ser algo completamente nova, tendo como missão ser melhor que o sempre aclamado Windows XP. A verdade é que o Windows Vista nunca vingou e muitos utilizadores ainda hoje têm queixas sobre esta versão.10 anos depois de ter sido lançado no mercado, o Vista vai ser terminado de forma definitiva, dando lugar a outras versões mais recentes e que têm muito mais para oferecer.Este suporte que agora termina vem dar continuidade ao fim da venda do Vista, que aconteceu em 2012. Desde essa altura que apenas são lançadas atualizações de segurança e pequenas correções que vão sendo necessárias.A Microsoft recomenda a todos os que ainda usam este sistema operativo que atualizem as suas máquinas o mais rapidamente possível, como aconteceu com o fim do Windows XP.É pouco provável que a utilização do Windows Vista diminua no imediato. As estatísticas apontam para que tenha menos de 1% de mercado, bem longo do Widows XP que ainda consegue ter quase 9%. Esta nunca foi uma versão que tivesse agradado aos utilizadores e o seu fim é, para muitos, algo há muito esperado.source: pplware.sapo.pt

Microsoft: Windows 10 é a versão mais segura do Windows

13 de Fevereiro de 2017 às 09:39
Windows10 Microsoft


A Microsoft quer fazer do Windows 10 o melhor sistema operativo de todos. A sua ideia é ir mais longe que a usabilidade e funcionalidades, conseguindo também abraçar todas as questões de segurança e privacidade.Se estava já provado que este seria o sistema mais seguro existente no mercado, a Microsoft tem agora novidades para apresentar, que reforçam esta ideia.
Todas as melhorias que a Microsoft tem colocado na segurança do Windows 10 têm tornado ainda melhor um sistema que já se sabia ter elevados níveis de segurança. São funcionalidades importantes e que tornaram este sistema operativo como o eleito por algumas das entidades mais exigentes e com requisitos muito elevados.As novidades vão surgir já esta semana, durante a conferência RSA, onde a Microsoft vai apresentar e discutir algumas das melhorias que tem feito no campo da segurança.As novidades de segurança do Windows 10Antes desse anúncio, a Microsoft apresentou já as principais novidades. A primeira delas é que o Windows 10 e o Surface foram aprovados pela NSA como fazendo parte do seu programa Commercial Solutions for Classified Programs (CSfC). Por agora apenas os Surface, a correr o Windows 10, estão nesta lista como equipamentos autorizados.Para além disto, há também novidades no que toca ao Hello. Esta funcionalidade vai ser apresentada como sendo uma solução única de segurança, com elevados níveis de padrões para identificar os utilizadores. A somar ao Hello, a Microsoft irá também referir o novo Dynamic Lock que, com a capacidade de bloquear um dispositivo sempre que não detetar um smartphone, aumenta também a segurança do Windows 10.Com o Windows Defender Advanced Threat Protection a Microsoft quer dar ainda mais segurança ao seu sistema. Esta ferramenta adiciona novidades ao que está já em funcionamento e dá ao utilizador a possibilidade de criar novas regras de proteção, que podem ser passadas para novas análises e assim aumentar a segurança.Novas áreas de segurança cobertas no Windows 10Claro que há muitas novas áreas cobertas, nomeadamente na gestão de dispositivos, onde novas camadas de segurança foram adicionadas e que permitem gerir os dispositivos da Microsoft remotamente, alterando as permissões de acesso das aplicações, as definições dos dispositivos e muitos mais.Depois de classificar o Windows 7 como não seguro, enaltecendo o 10, é agora hora da Microsoft o marcar como o mais seguro de todos por conseguir satisfazer os requisitos de entidades como a NSA, que têm padrões muito elevados.source: pplware.sapo.pt

Deixou de ver as miniaturas das imagens no Windows 10?

17 de Janeiro de 2017 às 09:41
Windows10


São muitos os casos em que os sistemas operativos são capazes de nos enervar! Além de bloquearem (algo que já nem é assim muito comum), nos dias de actualizações acontecem sempre coisas estranhas que nem sabemos muito como explicar. Será que foi problema foi da actualização ou terá sido o utilizador que mexeu em algo? A dúvida persiste sempre…E o seu Windows 10 deixou de mostrar as miniaturas das imagens? Não alterou nada no sistema? Ok, hoje ensinamos a repor essa configuração.
De um momento para o outro as imagens no meu Windows 10 deixaram de aparecer em miniaturas passando apenas a apresentar um ícone. Aparentemente parece ser um problema simples de resolver mas é preciso descobrir afinal o que mudou em termos de configuração.Depois nem sempre o processo aparentemente correcto nos leva à resolução do problema. Se no seu Windows 10 as imagens deixaram de aparecer em miniatura siga uma das seguintes soluções:Solução 1Abrir o Explorador de Ficheiros, depois ir a Ficheiro e escolher a opção Alterar opções de pasta e pesquisa…Nas Opções da Pasta seleccionar o separador Ver e depois verificar se a opção Mostrar ícone do ficheiro nas miniaturas não está seleccionado. Aparentemente esta era a solução para tal problema mas no meu sistema simplesmente não funcionou. Após algumas pesquisas descobri que esta opção está disponível numa segunda interface… e nessa sim, o problema ficou resolvido (ver Solução 2)Solução 2A segunda solução é ir às Definições do Windows 10 e procurar por Ajustar o aspecto e desempenho do Windows. Depois em Efeitos Visuais, escolher Personalizar e depois selecionar a opção Mostrar miniaturas em vez de ícones.E está feito! Recorrendo à Solução 1 ou 2 provavelmente vão voltar a ver as miniaturas das imagens no Windows 10.No meu caso só funcionou a Solução 2. Se já tiveram problemas estranhos com o Windows, contem-nos as vossas aventuras.source: pplware.sapo.pt

Ecrã da Morte do Windows 10 será verde…

30 de Dezembro de 2016 às 10:10
Windows 10 Microsoft


A Microsoft está a mudar alguns conceitos enraizados do seu sistema operativo Windows. Ao que tudo indica, até a cor do medonho ecrã da morte vai mudar para verde, deixando de ser o Blue Screen of Death para ser um Green Screen of Death.Será que o verde esperança tranquiliza o utilizador quando o seu Windows “morrer”?
Windows 10 agora tem ecrã da morte verde esperançaTodos conhecem este infame ecrã que aparece se o Windows tiver um problema grave e não o conseguir recuperar. O tão conhecido e antigo Blue Screen of Death (BSOD) irá tornar-se verde em breve para os utilizadores de teste do Windows 10. A informação que circula agora na web refere que este ecrã estará já disponível no Windows 10 (build 14997), versão que traz uma série de novos recursos e alterações.Uma das grandes novidades é este tal novo ecrã verde da morte, em vez do tradicional. Esta alteração foi desvendada, em forma de “adivinha” no Twitter por um funcionário da Microsoft, Matthijs Hoekstra mas foi logo colocada à descoberta por um MSPoweruser, Chris123NT. Seguir
Ainda não está bem clara a razão porque passou a Microsoft da cor azul para a verde, no BSOD, nas Windows 10 Insider builds, mas Hoekstra confirma que este novo esquema de cor está apenas disponível (por agora) para os participantes nas versões de teste.É provável que a Microsoft queira distinguir um genuíno BSOD de outros problemas e falhas que são mais prováveis de ocorrer durante os testes de 10 Windows. Isto porque muitos utilizadores que participam no programa de testes publicam erros e falhas que aparecem na Internet e com esta cor nova ajudará a Microsoft a detectar que é algo novo.Como pode ser visto, neste ecrã de erro está também um códigos QR que permite facilmente o acesso à informação sobre o erro, funcionalidade que no passado já havia sido introduzida.A Microsoft colocou estes testes públicos do Windows 10 em espera, devido a esta época festiva. Não deverá haver qualquer novidade no sistema operativo até ao próximo mês. A compilação 14997 saiu também para a web e as novidades incluem, como já referimos, a activação do assistente pessoal Cortana durante a fase de configuração inicial do PC. Também está presente um recurso de f. Lux, para reduzir automaticamente a luz azul, há vestígios de um modo de jogo Xbox, o Microsoft Edge traz melhorias assim como a introdução da funcionalidade de criar pastas e aplicações no Menu Iniciar.source: pplware.sapo.pt

E se a Cortana lhe instalasse o Windows 10?

28 de Dezembro de 2016 às 09:47
Windows Cortana


Os assistentes virtuais estão a ocupar o seu espaço natural nos sistemas operativos e a começar a serem indispensáveis. A Cortana, o assistente virtual da Microsoft tem conseguido marcar uma presença muito forte ao estar no Windows 10 e, agora, prepara-se para ser ainda mais completa ao conseguir ajudar os utilizadores a instalar o próprio sistema operativo.
Apesar de estar ainda só disponível num número limitado de idiomas, a Cortana tem conseguido cativar os utilizadores tornando-se numa ajudante singular e única. As suas potencialidades crescem de dia para dia, tornando muito mais fácil a utilização do Windows 10.Mas a Microsoft quer tornar a Cortana ainda mais útil e universal, preparando-a para uma utilização em todas as áreas do Windows. A mais recente mostra agora que a assistente virtual irá poder ser usada até para assistir a instalação do Windows 10, onde receberá os comandos de voz dos utilizadores.Bastará, por isso, ao utilizador dar o comando certo e a Cortana avançará nos passos de instalação do Windows 10, algo que, por si, já é um processo simples.
Claro que esta novidade não irá impedir a utilização dos normais processos. O teclado, o rato e o ecrã de toque poderão continuar a ser usados da forma tradicional ao fazer a instalação do Windows 10.Esta é uma novidade que deverá chegar ao programa Insiders já em Janeiro, numa das próximas builds que vão ser libertadas neste programa. No fim desse mês, a Microsoft deverá começar a focar-se na correcção de erros e problemas, uma vez que a Creators Update é esperada em Março.Com esta integração, a Cortana ficará ainda mais presente no Windows 10, onde actuará desde a sua instalação até aos mais básicos comandos, onde tem aumentado cada vez mais a sua presença.via: WindowsCentralsource: plpware.sapo.pt

China pede à Microsoft o código fonte do Windows 10

12 de Dezembro de 2016 às 10:04
China Microsoft Windows10

A China sempre procurou controlar e gerir os sistemas operativos que estão instalados nas máquinas do estado. Como solução têm sido criadas, nos últimos anos, algumas distribuições Linux mas uma parceriaestabelecida entre o governo chinês e a Microsoft veio abrir portas ao Windows 10.Mas agora a China quer ter acesso ao código fonte do Windows 10. Saiba qual foi a resposta da Microsoft.
O Governo chinês pediu recentemente à Microsoft que lhe disponibilizasse o código fonte do Windows 10. Tal como já aconteceu no passado, o objectivo é ter garantias que o sistema operativo da empresa de Redmond não tem “espiões”.Tal pedido está agora previsto num Decreto de lei daquele país que prevê que qualquer empresa que queira ter os seus produtos na China precisará de disponibilizar o código fonte para que o mesmo seja avaliado.Entretanto a Microsoft já respondeu ao Governo chinês referindo que podem visitar o centro Microsoft em Beijing e assim ver o código fonte do produto. Partilhar o código não é viável, pois não serviria para verificar quais os recursos de segurança…apenas provaria que haveria um código fonte, refere a Microsoft."Sharing source code in itself can’t prove the capability to be secure and controllable…  It only proves there is source code."Sendo agora uma lei daquele país, as empresas terão de arranjar uma forma de a contornar e assim evitar terem de partilhar o código fonte dos seus produtos. A resposta da Microsoft é clara no que diz respeito à partilha, no entanto a empresa de Redmond está disponível para colaborar com as entidades chinesas.source: pplware.sapo.pt