219 347 706 Email Facebook
Apple

Apple: O que esperar do evento de lançamento de novos iPhones em setembro?

29 de Agosto de 2018 às 09:17

Apple: O que esperar do evento de lançamento de novos iPhones em setembro?

29 de Agosto de 2018 às 09:17
Apple


Estamos quase em setembro e, todos os anos, a história volta a repetir-se: a Apple lança novos iPhones. É nesta altura do ano que os olhares do mundo inteiro se focam em Cupertino à espera de novidades. E este ano não será diferente.Venha descobrir o que a Apple deverá estar a preparar para o seu grande evento anual de lançamento de hardware.
Quando será o evento?Ainda ninguém sabe ao certo quando é que a Apple vai realizar este grande evento mas, quando os rumores não se vão embora é porque devem ser verdade.Apesar da data ser ainda desconhecida, tendo em conta as datas escolhidas pela marca da maçã nos últimos anos, podemos fazer algumas previsões. Há pelo menos seis anos para cá que a Apple realiza os seus eventos na segunda semana de setembro, entre os dias 7 e 12.Evento de lançamento do iPhone 5: 12 de setembro de 2012Evento de lançamento do iPhone 5s: 10 de setembro de 2013Evento de lançamento do iPhone 6: 9 de setembro de 2014Evento de lançamento do iPhone 6s: 9 de setembro de 2015Evento de lançamento do iPhone 7: 7 de setembro de 2016Evento de lançamento do iPhone 8/X: 12 de setembro de 2017Analisando com atenção o padrão dos últimos eventos, e partindo do princípio que as datas dos últimos eventos servem de alguma indicação para eventos futuros, o mais provável é a Apple realizar o seu evento de apresentação de novos iPhones no dia 12 de setembro, uma quarta-feira.Para além disso, tendo em conta certos rumores que já chegaram até nós relativamente à data de pré-venda dos iPhones de 2018, e da qual vamos falar nos próximos parágrafos, o dia 12 de setembro parece ser a dada que aparecerá nos convites que a empresa de Cupertino ainda tem que enviar.Onde será o evento?O último evento de hardware da Apple foi uma estreia por várias razões. Foi o primeiro evento da Apple a ser realizado na nova casa, o Apple Park, pela primeira vez vimos o design que deverá acompanhar o iPhone nos próximos anos e foi também o primeiro evento a estrear o Steve Jobs Theater.Este auditório tem o nome do co-fundador da Apple, Steve Jobs, devido ao enorme contributo dado à empresa. Para além disso, Steve Jobs adorava o dia de lançamento de novos produtos.Nos últimos anos, a Apple lançou novos iPhones em vários auditórios e ainda este ano, em março, foi em Chicago que realizou o seu evento virado para a Educação. Mas, devemos assumir que este ano iremos voltar ao auditório com o nome de Steve Jobs para a revelação de mais um iPhone.iPhone: O que vem a seguir?Ao longo dos últimos anos tornou-se hábito o surgimento de rumores e descobertas bastante reveladoras acerca de novos iPhones ainda por apresentar. Assim, temos vindo a segui-los atentamente e a informá-lo sempre que surge algo de novo.O iPhone X, lançado no ano passado, foi o smartphone mais vendido nos primeiros meses de 2018 e, este ano, a Apple deverá apresentar três novos iPhones, com diferentes tamanhos de ecrã, diferentes tecnologias e, acima de tudo, diferentes preços de entrada.Ao que tudo indica, dois do modelos terão um ecrã OLED e o terceiro modelo deverá incluir um ecrã LCD, mas com melhorias ao nível da cor. Este último será o iPhone mais barato.Segundo os rumores, o iPhone com ecrã LCD deverá ter um processador A10 Fusion, o mesmo processador que se encontra no iPhone 7. Para além disso, a Apple deverá excluir funcionalidades como o Touch 3D para ser capaz de colocar o Face ID e manter o preço deste smartphone perto dos 700 dólares.
Por outro lado, no que toca aos iPhones com ecrã OLED, existe informação que confirma o suporte do Apple Pencil. Nas últimas semanas, este rumor tem gerado alguma controvérsia pois, a Apple sempre se mostrou contra a utilização de estilete.A verdade é que o Apple Pencil não é uma estilete nem é fundamental para operar o iPhone. Isto é algo que muita gente não entende. O Apple Pencil é um acessório, que só compra quem quer, e que ajuda a despertar o lado criativo do utilizador.Outras características que merecem ser mencionadas são o armazenamento de 512GB que deverá estar disponível nos modelos OLED e o novo processador A12 Bionic ainda mais rápido.Em termos de preços, a Apple costuma aumentá-los ligeiramente. Assim, podemos antever que em Portugal o novo modelo Plus com ecrã OLED deverá rondar o 1360 euros. Por outro lado, o modelo mais pequeno, também com ecrã OLED, poderá baixar para os 1000 euros. Segundo rumores, lançados por uma rede alemã, os novos iPhones ficarão disponíveis para pré-venda a 14 de setembro, dois dias depois da apresentação oficial.iPhone 2018: a chegada do Apple Pencil, 512GB de armazenamento e preços
Apple Watch com novo design…O Apple Watch continua a ser o melhor smartwatch disponível no mercado e o dispositivo ideal para acompanhar o iPhone. Os dois formam uma equipa perfeita e, no próximo mês, esperamos ver um novo modelo com melhorias face à geração anterior.As grande novidades deverão verificar-se ao nível do design. O novo Apple Watch Series 4 deverá possuir um ecrã até 15% maior face ao modelo Series 3, resultado da diminuição das bordas do dispositivo. Isto resulta numa experiência de utilização mais imersiva.Por outro lado, devemos também ver o aparecimento de um novo conjunto de botões fruto de um novo sistema de de feedback mecânico. Com esta alteração o Apple Watch deverá ter melhor resistência à água e ganhar mais espaço interno que permitirá adicionar outros componentes.São também esperados novos sensores de saúde e exercício físico. Por outro lado, um novo processador e o WatchOs 5 deverão garantir melhor performance ao novo Apple Watch Series 4. No que toca ao preço, esperamos que tudo se mantenha igual, isto é, em Portugal o preço de entrada deverá ser 379€ para o modelo de 38mm.Conheça todos os rumores acerca do novo Apple Watch Series 4
iPad Pro com Face ID…Em março deste ano, a Apple trouxe para o mercado um novo iPad de 9.7 polegadas mais barato e que suporta o Apple Pencil. Mas, segundo as informações que têm circulado ao longo dos últimos meses, a Apple deverá atualizar também a linha Pro já no próximo mês.Espera-se que o iPad Pro sofra bastantes alterações ao nível do design. O Home Button deverá desaparecer, o que significa que o Touch ID será descartado. Assim, a marca da maçã deverá começar a utilizar o Face ID como novo sistema de autenticação no iPad Pro. No entanto, o novo modelo não deverá ter o recorte semelhante ao do iPhone, onde se encontram a câmara frontal e o sensor True Depth.Existem outros rumores que confirmam o desaparecimento da entrada para auscultadores no próximo modelo do iPad Pro. Iremos finalmente ver um iPad à prova de água? Para além disso, espera-se que que o novo iPad Pro traga um novo processador, provavelmente chamado A12X Bionic, e mais RAM.Alguma atualização ao nível do Apple Pencil ou Smart Keyboard também seriam muito bem-vindas, mas parecem menos prováveis.Apple: Próximo iPad Pro terá bordas muito finas, mas sem notch
Atualizar os Macs…Em julho deste ano, a Apple atualizou os seus computadores MacBook Pro com os processadores Intel Coffee-Lake. No entanto, nem o iMac, Mac mini, MacBook ou MacBook Air receberam os novos processadores. Será que a Apple vai atualizar estes modelos no próximo mês?Rumores sugerem que a Apple irá, finalmente, atualizar o modelo MacBook Air e Mac mini. A linha Mac da Apple não está propriamente a dar muito lucro à empresa e isso deve-se em parte ao preço dos computadores e ao facto de alguns modelos não serem atualizados há algum tempo.Um MacBook Air com melhores especificações e, no geral, hardware mais atual, pode mudar rapidamente a linha Mac da Apple. Certamente, muitos utilizadores iriam agradecer.Não existem novidades na Apple TV?A quarta geração da Apple TV e a Apple TV 4K foram ambas reveladas em eventos realizados no mês de setembro. A primeira foi revelada em 2015 e a segunda em 2017.Normalmente, a Apple não revela novo hardware da linha TV todos os anos. Assim, espera-se que as atualizações na Apple TV surjam apenas no próximo ano.AirPower… finalmente!?Vai fazer agora em setembro exatamente um ano desde que a Apple apresentou o AirPower, um tapete de carregamento wireless e a solução ideal para carregar simultaneamente vários dispositivos que suportem carregamento sem fios.Segundo se sabe, a Apple encontrou algumas dificuldades com as quais não estava a contar e por isso adiou a chegada deste dispositivo ao mercado. Mas espera-se que fique disponível agora em setembro e que o anúncio seja feito no evento da empresa de Cupertino daqui a algumas semanas.Novo software?Em setembro deste ano, na WWDC 2018, a Apple apresentou novas versões dos sistemas operativos para todos os seus dispositivos. Neste momento, todos os sistemas operativos ainda se encontram em fase beta.Apesar de, neste momento, já terem atingido uma fase de maturação elevada, ainda não foram lançados para todos os utilizadores. Espera-se que a Apple disponibilize a versão Golden Master (final), momentos após a apresentação dos novos iPhones para utilizadores que tenham aderido ao programa Beta da Apple.

Memoji: Já podemos criar animojis personalizados no iOS

5 de Junho de 2018 às 09:16
Apple IOS


A WWDC18 tem sido rica em novidades. A maioria centrou-se no iOS 12, a próxima grande atualização da Apple. Depois de vermos surgir muitas melhorias e novas funções, surge também o Memoji, o seu aniimoji pessoal.
Desde que lançou o iPhone X que a Apple tem a possibilidade de serem usados os animojis, a personalização de algumas personagens que podemos usar para criar as nossas expressões e as nossos sentimentos.Como não podia deixar de ser, a Apple focou-se também nesta área quando desenvolveu o iOS 12. Há novos personagens disponíveis e que vão assim complementar a oferta da Apple e do iOS.Mas a grande novidade está mesmo nos Memojis, que são uma nova forma de animojis. Agora já podemos criar o nosso animoji personalizado, em que podemos alterar todas as características e ajustá-las ao que estamos a usar ou que alterámos no nosso perfil.Há ainda uma melhoria substância do que podemos fazer com os animojis e a chegada de novos filtros que podemos usar nas mensagens e nas chamadas de vídeo ou FaceTime.source: pplware.sapo.pt

Apple lançou o iOS 11.4 Beta 3 para developers

2 de Maio de 2018 às 12:57
Apple

Na sequência do lançamentos de novidades nos sistema operativos da Apple, ficou também disponível o iOS 11.4 beta 3.Após alguns dias do lançamento do iOS 11.3.1, onde foram corrigidos vários problemas no sistema operativo móvel da empresa de Cupertino, a Apple coloca disponível para developers mais uma versão beta do próximo iOS.
Esta noite, a Apple mais uma vez ligou o botão e lançou a terceira beta do próximo iOS, a versão pública virá em breve. Como de costume, a Beta 3 também traz correções de bugs e melhorias de desempenho em geral.Basicamente, a nova versão 11.4 também traz alguns novos recursos, incluindo a tão solicitada sincronização das Mensagens com o iCloud e também o AirPlay 2.A terceira versão beta do iOS 11.4 tem dois números de compilação: 15F4061d e 15F4061e. Não está clara a razão, para já, porque existem duas compilações ou se elas se aplicam a um ou mais tipos de dispositivos. A versão beta anterior tinha o número 15F5037c.  Quer testar o iOS 11.4 Beta?Também pode testar a nova versão do iOS que está disponível para os programadores. Para isso, como já é tradição, recorra ao Apple Beta Software Program. Teste a versão pública beta do iOS 11.4.source:pplware.sapo.pt

Saiba como recuperar o backup encriptado do iTunes

13 de Abril de 2018 às 09:24
Apple Itunes


Independentemente da geração a que se pertence, os smartphones e demais dispositivos são cada vez mais importantes nas nossas vidas e rotinas tornando-nos dependentes dos mesmos, quase compreendidos como uma extensão ou apêndice da nossa memória.Todas as informações que eles guardam, são demasiado importantes ao ponto de ser uma catástrofe quando, por alguma razão, o dispositivo deixa de funcionar ou se eliminam por engano. Fica o vazio por se perderem fotos marcantes, mensagens, aplicações e todos os seus conteúdos. Mas a partir de hoje, tudo vai mudar!
Quando a desgraça bate à portaEsta tendência de guardar cada vez mais informações e mais importantes no nosso smartphone, mais especificamente no iPhone ou iPad ou em dispositivos com sistema Android, faz-se acompanhar com a tendência de a maioria dos utilizadores não usarem uma rede de segurança, isto é cópias de segurança nem mesmo dados guardados na iCloud.No entanto, há também aqueles utilizadores que cumprem com todas estas regras de segurança, mas que com tantas passwords memorizadas para tantas aplicações, esquecem-se da password para poder recuperar o backup.PhoneRescueUma ferramenta que permita recuperar todos os conteúdos essenciais para o utilizador destes dispositivos é decerto uma pesquisa e uma exploração que deve ser feita e, assim, cumpre-nos apresentar a nova versão do PhoneRescue e análise que se fez da mesma.O PhoneRescue, disponível tanto para Windows como para MAC, pode ser definido como um “software salvador” que se propõe recuperar de forma segura, assertiva e eficiente quaisquer dados (fotos, mensagens ou outros conteúdos ou ficheiros) contidos no seu iPhone de qualquer iOS e de Android.Perante o que já descrevemos como sendo uma verdadeira catástrofe, a perda dos dados por efeito de uma qualquer, mas fatal causa, há que proceder com alguma calma e racionalidade e ao escolher o PhoneRescue este disponibiliza 3 maneiras para proceder a uma recuperação sólida e minuciosa dos seus dados:a partir do iDispositivo,a partir do backup do iTunes ea partir do backup do iCloud.Perante tal capacidade de recuperação de dados, o PhoneRescue quase parece fazer reverter o tempo tal é a sua capacidade de recuperação quer de dados quer de reparação do iOS.E a nova versão 3.7.0. traz algumas novidades quer ao nível de funcionalidades quer ao nível de tecnologias que os utilizadores vão de certeza apreciar e que serão elencadas abaixo.Novidades Phone RescueO PhoneRescue apresenta-se melhor do que nunca na recuperação de conteúdos, dados de aplicações e imagens, ao introduzir tecnologias inovadoras que asseguram o cumprimento de um compromisso de recuperação segura, eficiente e rápida.É verdade que é muito frequente apagar, por acidente ou descuido, conteúdos e dados importantes sem que se tenha feito uma cópia de segurança, mas o PhoneRescue oferece uma solução eficaz para que possamos aceder à totalidade de conteúdos eliminados no iPhone. E para além de os dados poderem ser extraídos para o computador, é pela primeira vez possível restaurar os dados selecionados diretamente para o iPhone e assim voltar a usá-los de imediato.Apontamos apenas algumas destas tecnologias de primeira classe que consideramos mais relevantes e que mais contribuíram para esta nova versão e que abrangem todo o processo de recuperação de dados, desde a análise, passando pela pré-visualização culminando na recuperação propriamente dita dos nossos dados:No-data-loss – assegura uma análise mais rápida e em simultâneo de todos os dados e ficheiros do dispositivo para assim e com recurso a algoritmos de multi-match conseguir com precisão identificar os dados perdidos, mesmo quando não existe backup;ForceRestore – com a qual assegura que ser possível recuperar os dados pretendidos de qualquer backup e de backups corrompidos, encriptados ou inacessíveis. Esta tecnologia filtra automaticamente todos os ficheiros redundantes e desnecessários para que o processo de recuperação seja mais rápido e estável;SmartCompare – localiza a informação que foi perdida e em apenas alguns segundos e compara com o conteúdo que existe no iPhone, assegurando assim que se encontra aquele ficheiro que se pretende por entre centenasSmartMatch – apresenta os dados perdidos nos seus formatos originais e na língua original.Para testar, poderá descarregar qualquer uma das suas versões, Windows ou Mac, nesta página oficial.Recuperar backup encriptado do iTunesApesar de ser possível extrair dados diretamente do aparelho, desde que este se consiga ligar, nunca é demais reforçar o conselho de se fazer um backup para o iTunes e iCloud, por princípio e com constantes atualizações.Toda a sua interface está orientada para o utilizador e por isso apresenta-se muito simples e intuitivo, pelo que se torna muito fácil recuperar dados como:imagens,fotos,vídeos,informação de aplicações instaladas,calendário,ibooks,notas,lembretes,históricos de chamadas,entre outros dados a partir do backup do iTunes.Os dados podem desaparecer por várias razões como sendo a perda do dispositivo, por ação de vírus ou falha na atualização do iOS, dispositivos danificados, falha na sincronização ou ligação do iTunes ou até falha do sistema iOS e é aqui que o PhoneRescue pode dar uma ajuda à séria.As aplicações são o palco central de qualquer iPhone ou Android, e o PhoneRescue é capaz de trabalhar com cerca de 25 tipos de ficheiros, o que o coloca um pouco mais à frente que a sua concorrência.E a tecnologia ForceRescue torna muito simples ao PhoneRescue extrair fotos, vídeos, a configuração das preferências ou outros documentos que foram alterados por ação de outras aplicações a partir do backup do iTunes, mesmo quando este está danificado ou encriptado.Isto quer dizer que aquele vídeo editado pelo iMovie, as fotos filtradas no Instagram e as mensagens do Whatsapp ou Skype conseguem ser recuperadas na totalidade e nomeadamente em relação às fotos não se compromete a qualidade das mesmas.Recuperação em profundidadePara além destes conteúdos que podemos considerar mais básicos, o PhoneRescue consegue ir ao pormenor na recuperação de informação pessoal tais como mensagens completas, ficheiros de voz, conteúdo de calendário, dados do Safari, e os conteúdos e as configurações das aplicações que são demasiado importantes para desaparecerem, entre outros… e tudo isto recuperado do backup do iTunes para o dispositivo diretamente.Mas há uma nova funcionalidade que por ser tão inovadora e diferenciadora do PhoneRescue para com os demais softwares de recuperação de dados que tem se ser mencionada e aprofundada, o que decerto os utilizadores vão reconhecer a importância da mesma.Nesta nova versão do PhoneRescue é possível recuperar as cópias de segurança do iTunes muito facilmente e continuar com o processo normal de recuperação de dados.Como recuperar informação a partir do iTunesQuando é feita uma cópia de segurança dos dados do iPhone ou do iPad com o iTunes para um computador é possível, por questões de segurança, introduzir uma password de acesso ao backup e é só com essa password que é possível restaurar a partir da cópia de segurança encriptada.Ao usar o iTunes ou quaisquer outras aplicações com o mesmo fim, desde que se pretenda abrir o backup encriptado é essencial saber e usar a password configurada na encriptação do backup.Se souber qual a password é muito fácil mas se esta não for conhecida vai demorar mais algum tempo para que consiga completar a tarefa de recuperação de dados.Ao ter na sua posse a password com que se encriptou o backup basta seguir três simples passos para trazer de volta a cópia de segurança do iPhone ou iPad:No primeiro passo, basta arrancar o iTunes e ligar o dispositivo iOS ao computador através de um caboUSB, e depois é só clicar no icon do dispositivo no topo da janela do iTunes.No segundo passo, selecione “Summary” e na secção “Backups” confira se a opção “Encrypt backup” está marcada, pois, para recuperar é necessário que remova a marcação.No terceiro passo, irá aparecer uma janela onde se terá de introduzir a password e depois de clicar em OK, o backup do iPhone ou iPad será desbloqueado.Quando não se tem conhecimento da password capaz de poder abrir o backup, a resposta que o iTunes e a Apple tem é que não é possível avançar sem a password nem recuperar a mesma e a solução que oferece é que efetue uma nova cópia de segurança o que implica perder os backups efetuados no passado. Mas não tem de ser assim.Desencriptar backups do iTunes sem Password via PhoneRescuePara a maior parte dos utilizadores quando confrontados com a perda ou esquecimento de uma password importante, a solução passa por tentar todas as opções que se lembrem. Mas devido ao nível de complexidade que é agora exigido torna-se quase impossível tentar todas as combinações possíveis.É certo que existem alguns softwares que conseguem forçar a abertura dos backups do iTunes, que verificam e testam centenas de combinações, mesmo com maiúsculas ou minúsculas ou mesmo com números e símbolos especiais. A tarefa não é fácil e pode ser bastante morosa e algumas destas ferramentas terão de ser compradas, o que não agrada nada.No entanto, o PhoneRescue na sua versão 3.7.0 apresenta esta novidade, uma funcionalidade que permite por si mesmo abrir qualquer backup do iTunes, de forma gratuita, em poucos, mas assertivos passos.Assim, depois de se instalar o PhoneRescue no computador basta selecionar a função de recuperar a partir do backup do iTunes (passo 1).De seguida há que selecionar o backup encriptado que se pretende recuperar e depois dá-se seguimento ao processo e clica-se em “Forget Password” (passo 2).É pedido depois que configure alguma informação acerca da password e se tiver alguns dados acerca da password mais rápido se torna o processo, e depois é só clicar em “Start” (passo 3).Por fim é esperar pacientemente pelo desenrolar do processo até que por fim consiga encontrar a password do backup do iTunes (passo 4).Depois de ter completado todo este processo e conseguir aceder à cópia de segurança, poderá continuar a usar o PhoneRescue para pré-visualizar e extrair dados, conforme a análise e a descrição do programa.Há ainda a considerar a opção de se poder recuperar a password que protege o backup do iTunes, assim como remover a password e criar um novo backup sem conhecer a password, através do PhoneRescue.Poderá consultar o guia completo neste link.Recuperar a password do backup do iTunesSempre que existir a necessidade de recuperar uma password, porque essa é a chave com a qual se acede a um backup desejado, há alguns métodos que podem ser usados.Desde tentar todas as passwords possíveis e imaginárias, até pedir ajuda a amigos e familiares, tudo tem de ser tentado. Se for um utilizador de Mac, e se a password estiver guardada no Keychain só terá de usá-lo para a recuperar facilmente.Se mesmo assim ainda não se tiver tido sucesso, há a opção de enveredar por alguns desbloqueadores de passwords do iTunes onde se inclui o PhoneRescue, que se tem vindo a afirmar como a primeira escolha neste tipo de softwares, pelo facto de ser gratuito, por ter elevadas taxas de sucesso – cerca de 41 300 utilizadores tiveram esta prova – e para além de recuperar a password permite aos utilizadores pré-visualizar os detalhes da cópia de segurança, extrair seletivamente os dados e ainda transferi-los para o dispositivo.Para recuperar a password esquecida do backup do iTunes apenas terá de se seguir estes passos:Instalar e abrir o PhoneRescue for iOS no computador Mac/PC > Clicar em “Recover from iTunes backup mode” > Clicar na seta direita para continuarSelecionar o backup do iTunes a recuperar > Clicar na seta direita no canto direito > Clicar na opção “Only Scan Backup” > Clicar no botão “Forget Password” > Finalizar as configurações > Clicar em “Start” para recuperar a password do backup do iTunesDepois de finalizado o processo, o ecrã mostrará uma janela e aí clicar em “Scan”para verificar os detalhes da análise, e depois transferir os ficheiros pretendidos para o dispositivo iOS.Poderá consultar o guia nesta ligação.iCloudO iCloud é outro modo de efetuar backups de conteúdos, os quais são feitos de forma automática diariamente e ao qual se pode recorrer em caso de falha do iTunes.O PhoneRescue tem uma performance exemplar com o iCloud no que diz respeito à recuperação de dados desde que esta seja feita a partir de uma ligação direta entre o PhoneRescue e os conteúdos existentes no iCloud.A maioria dos ficheiros guardados no iCloud só podem ser acedidos quando a totalidade do backup é restaurada no iPhone e isto pode significar perder dados valiosos que nunca mais poderão ser recuperados. E aqui o PhoneRescue marca pontos pela inovação e flexibilidade ao permitir pesquisar e navegar por todos os documentos guardados na plataforma iCloud e depois exportá-los num ambiente de segurança qualquer informação para o iPhone do utilizador sem comprometer nem sobrescrever os dados já existentes. E tudo isto pode ser feito a partir do PhoneRescue desde que entre com a sua identificação da Apple (Apple ID).E quando se diz todos os documentos, referimo-nos literalmente a tudo o que existir na cópia de segurança do iCloud – mesmo com os backups do iOS 11 – , desde fotos, mensagens, contactos, conteúdos do Safari e de outras aplicações que podem ser diretamente extraídas para o PC ou Mac ou então diretamente para o dispositivo.PrivacidadeE para além da eficácia e eficiência, o PhoneRescue também prima por apresentar uma solução que mantém a privacidade uma vez que faz uso da reforçada encriptação 256-bit SSL e nunca guarda passwords nem Apple ID, nem qualquer dado, pois é tudo processado segundo o modo read-only.Recuperação do iDispositivoSe até agora foi abordada a funcionalidade de recuperação de dados, menos importante e inovador é a capacidade de reparação e recuperação da totalidade do iOS, isto é do aparelho em si.Seja qual for a razão pela qual o iPhone/iPad deixou de funcionar – falha do iOS ou na atualização do mesmo, recuperações falhadas, erro de upgrades, colapso de jailbreak, preso no logótipo da Apple ou simplesmente um ecrã negro, o PhoneRescue vai funcionar como um verdadeiro engenheiro ao seu lado, já que o processo de reparação do iOS do PhoneRescue é muito simples e intuitivo mesmo para um utilizador com conhecimentos mais básicos.Muitos dos programas que encontrará online vão sugerir-lhe que reponha os dados de fábrica, perdendo assim todos os dados que o iPhone/iPad contém, mas ao contrário disso o PhoneRescue consegue perfeitamente reparar o erro sem remover ou apagar um único byte de armazenamento do seu dispositivo.

Apple também já usa o Google Cloud para guardar dados do iCloud

27 de Fevereiro de 2018 às 09:20
Apple


Os serviços cloud são, muitas vezes, muito mais do que realmente aparentam. Para além da parte visível, há grandes empresas como a Amazon, Microsoft ou Google, a fornecer estruturas a quem não as quer manter.É precisamente isso que a Apple faz, para o seu serviço iCloud. A empresa revelou agora que também já conta com o Google Cloud, tendo abandonado o Azure da Microsoft.
A grande maioria dos serviços Cloud, que encontramos na Internet, estão assentes em estruturas de dados de um dos três grandes players do mercado. Tanto a Amazon como a Google ou a Microsoft estão preparadas e dominam o mercado.Com o iCloud a Apple optou por alojar o seu serviço em várias destes serviços de clouds corporativos, aliviando o trabalho de manter e gerir toda estas estruturas.Até agora sabia-se que o iCloud estava assente no S3 da Amazon e no Azure da Microsoft. Esta informação estava na documentação da Apple, referindo-o especificamente. Mas a documentação mudou recentemente e refere agora que, para além do S3, os dados no iCloud estão guardados também no Google Cloud.Claro que todos os dados guardados nesses serviços estão seguros e protegidos ao acesso alheio e, mesmo que o acesso seja feito internamento pela Google, os dados estão cifrados.A Apple garante esta componente de segurança ao fragmentar os dados em pequenas parcelas, aplicando-lhes de seguida uma cifra segura. Mesmo que o acesso aos dados seja feito, os mesmos vão estar incompreensíveis e não vão ter significado.Já desde 2016 se falava da possibilidade do Google Cloud poder estar a ser usado pelo iCloud, mas só agora essa mesma informação foi confirmada, graças à documentação da Apple.source: pplware.sapo.pt

iCloud poderá em breve ser usado para autenticação em sites web

5 de Fevereiro de 2018 às 10:01
Apple Icloud


A maioria dos sites da Internet estão a aderir a mecanismos de autenticação de terceiros. Para além de ser mais simples a implementação, garante-se que as contas são válidas e que já existem.Os mais usados são os mecanismos do Facebook e da Google, mas um novo parece estar a chegar ao mercado. Uma análise ao iOS 11.3 revelou que a Apple com o iCloud e o Apple ID pode estar prestes a prestar este serviço.
Ao associar os mecanismos de autenticação a estes grandes serviços da Internet, os sites conseguem ter várias garantias. A principal delas é, a par com a segurança, que os utilizadores não precisam de criar mais uma conta, uma vez que usam uma já do seu dia-a-dia.A análise detalhada do código do iOS 11.3 revelou agora a presença de strings que mostram que a Apple irá usar o iCloud e o Apple ID para os utilizadores se autenticarem nos sites.O SecureChannel tem referências que mostram que os sites web vão poder usar este mecanismo de autenticação e aceder a dados do iCloud, provavelmente apenas o nome completo e o email.Esta funcionalidade é similar ao que a Apple usa já no Single Sign-On da Apple TV, que permite o acesso transparente em várias aplicações após uma autenticação com sucesso.Há ainda referências a um componente que permitirá usar um código QR para pedir a autenticação do Apple ID do utilizador, depois deste ser lido com a câmara do iPhone.Caso a Apple avance com este mecanismo, terá de enfrentar 2 gigantes que já dominam esta área. Tanto o Facebook como a Google já têm as suas autenticações espalhadas por sites e apps, evitando aos utilizadores terem de criar novas contas e memorizar novas palavras passe.source: pplware.sapo.pt

iPhone X está a ser um sucesso! Produzidos 550 mil por dia

27 de Novembro de 2017 às 09:48
Apple


O iPhone X é sem dúvida o smartphone do momento. Os preços elevados parecem não ter afastado os clientes e a procura tem sido fora do normal.De acordo com a empresa de análise de mercados KGI, os tempos de entrega deste novo modelo do iPhone são agora mais rápidos, uma vez que a produção aumentou significativamente.
Após alguns atrasos iniciais, os prazos de entregas do novo iPhone X estão agora a decorrer a bom ritmo, enquadrados nas estimativas de entrega. Tal acontece porque a Foxconn passou a produzir 550 mil exemplares por dia, colmatando assim a enorme procura. De referir que anteriormente a empresa apenas conseguia produzir entre 50 a 100 mil equipamentos por dia.De acordo com Ming-Chi Kuo, analista da KGI, os investidores aguardam ansiosamente que este quarto trimestre traga boas surpresas em termos de faturação.Forte procura pelo iPhone XDe acordo com o analista da KGI, o ritmo de produção de antenas LTE também melhorou bastante no último mês. Além disso o módulo de projeção de pontos (dot projection), que faz parte do Face ID e que é fabricado pela Sharp e LG, também decorre a bom ritmo. A produção do módulo Face ID está finalmente estável e sem qualquer problema aparente.Acredita-se que o sistema de reconhecimento facial tenha causado grandes desafios à Apple e aos seus fornecedores, com algumas fontes a referir que a empresa baixou a fasquia das especificações deste componente para possibilitar aos parceiros melhores timmings. Por sua vez é legítimo pensar que este não cumprimento das especificações teria reduzido a precisão da identificação do rosto, mas a Apple já veio dizer que não é verdade, mantendo-se os padrões de qualidade anunciados.Kuo refere também que as vendas no primeiro trimestre de 2018 possam ser mais lentas do que o inicialmente previsto, mas isso acontecerá porque, provavelmente, as vendas do quarto trimestre de 2017 aumentarão em 10 a 20%, em relação às estimativas originais.source: pplware.sapo.pt

Apple: 2018 trará três novos iPhones?

14 de Novembro de 2017 às 10:23
Apple


O novo ano está prestes a chegar e com ele começam também a chegar as previsões para o futuro. Da Apple há já rumores em torno dos novos iPhones.Segundo as últimas informações, a Apple irá lançar 3 novos iPhones em 2018. Não há dúvida que o iPhone X veio redefinir novos standards no mercado dos smartphones com toda a tecnologia que inclui no seu elegante design, mas a marca quer ir mais longe.
3 novos iPhones em 2018De acordo com o conhecido analista Ming-Chi Kuo da GI Securities, no próximo ano, a Apple irá apresentar 3 novos iPhones que seguem a mesma linha de design do iPhone X lançado este ano, com um ecrã Edge-to-Edge e o novo sistema de câmaras TrueDepth que torna possível o Face ID. Os novos iPhones irão distinguir-se pelo tamanho e qualidade do ecrã.Assim, dois dos modelos terão ecrã OLED de 5,8″ e 6,5″ (modelo Plus), enquanto que o terceiro terá um ecrã de LCD de 6,1″. Algumas característicasKuo avançou que o modelo de 5,8 polegadas irá ter uma densidade píxeis de 458ppi e a mesma resolução apresentada pelo iPhone X lançado este ano. Para além disso, espera-se que os modelos de 6,5 polegadas e 6,1 polegadas tenham uma densidade de píxeis entre 480-500ppi e 320-330ppi, respetivamente.Em termos de especificações, ainda não se sabem muitos pormenores, mas devemos esperar ver hardware inferior no iPhone com ecrã LCD. Com esta estratégia, a Apple pretende oferecer soluções para diferentes categorias de mercado. Mesmo assim, é esperado para os novos iPhones um processador ainda melhor que o A11 Bionic, com uma performance incrível.Quanto ao preço dos iPhones que serão lançados em 2018 ainda não se sabem muitos pormenores, mas espera-se que o preço do iPhone com ecrã LCD nos Estados Unidos esteja entre os $649 e $749. O iPhone X irá evoluir ao longo do tempoTendo em conta os últimos rumores que andam a circular, é evidente que a Apple pretende levar o design do atual iPhone X para as futuras gerações do iPhone.Jony Ive, Chefe de Design da empresa de Cupertino, numa recente entrevista para a revista Wallpaper, revelou que acredita que, no futuro, o iPhone X irá oferecer ainda mais funcionalidades e fazer outras coisas que hoje não faz porque o software está sempre a evoluir.Aquilo que eu penso ser verdadeiramente fascinante no iPhone X é que o seu funcionamento em geral é determinado pelo software. E devido à natureza fluída do software, este produto irá mudar e evoluir ao longo do tempo. Daqui a 12 meses, este objeto será capaz de fazer outras coisas que atualmente não consegue. Acho isso extraordinário.Jony Ive O futuro do iPhone SE…Tendo como base todos os dados que foram avançados até agora, ainda não se tornou claro e a Apple vai mesmo abandonar o Touch ID. Com um novo modelo do iPhone SE esperado para os primeiros meses do próximo ano é provável que a Apple utilize o design do atual iPhone 8 e 8 Plus na próxima geração do SE.É também de relembrar que não é esperado mais nenhum evento da Apple este ano e, por isso, é bem possível que a empresa de Cupertino apresente novos produtos em Março, tal como aconteceu no passado.Mas… e se o suposto iPhone com ecrã LCD para ser lançado em 2018 não tiver o mesmo design do iPhone X e for o novo iPhone SE?De qualquer modo, não é certa a data de lançamento de nenhum dos equipamentos esperados, portanto, para já a única coisa que podemos fazer é especular um pouco e tentar encontrar padrões nas escolhas da Apple tendo como base eventos do passado.Já há alguns anos que a linha de iPhones da Apple não se encontrava numa fase tão empolgante como neste momento. Vamos esperar e observar atentamente os próximos movimentos da marca da maçã.source: pplware.sapo.pt

Vídeo do iPhone X tornou-se viral e Apple despediu engenheiro

30 de Outubro de 2017 às 09:37
Apple


O iPhone X tem sido o foco de todas as atenções nos últimos tempos. Há um interesse grande no que este novo smartphone da Apple vai trazer e do que vai ser capaz de oferecer aos utilizadores.Este interesse é de tal forma grande que todos os vídeos que têm surgido na Internet estão a tornar-se virais e são visto por milhões. Um desses vídeos acabou por sair caro a um engenheiro da Apple, que foi despedido porque a sua filha o mostrou na Internet.
A Apple é muito controladora no que toca à apresentação dos seus produtos e trata de forma firme todas as fugas de informação dos equipamentos que ainda não tem no mercado.Foi precisamente isso que aconteceu recentemente, depois da YouTuber Brooke Amelia Peterson disponibilizar online um vídeo onde mostrava a sua visita ao campus da Apple, onde estava com o seu pai, engenheiro da Apple.Este vídeo acabou por se tornar viral e levou ao despedimento do seu pai, por ter dado acesso a este equipamento e por ter permitido que este fosse filmado dentro do campus da Apple, onde é proibido capturar imagens para prevenir situações destas.Como se pode ver no video acima, nada demais foi apresentado e existem vários vídeos na Internet onde muito mais do iPhone X é mostrado. Brooke Amelia Peterson limitou-se a mostrar algumas das funcionalidades básicas do novo iPhone, que também já tinham sido vistas na Keynote de apresentação.Depois deste acontecimento o vídeo foi retirado por Brooke Amelia Peterson, mas era tarde demais. A Apple tinha já ativado os seus mecanismos internos para punir estas situações, tendo o engenheiro sido dispensado.Num vídeo apresentado depois por Brooke Amelia Peterson, ela fala desta situação e apresenta a sua versão dos factos e o que realmente aconteceu.Segundo as suas palavras, ela não fazia ideia de que o vídeo iria ter o sucesso que teve e lamenta a posição inflexível da Apple, onde não existe tolerância quando alguém erra.Esta é uma prova das medidas intransigentes da Apple no que toca às fugas de informação e como trata os seus funcionários que não cumprem as suas regras, mesmo que isto aconteça de forma inocente e sem qualquer ideia de prejudicar a empresa.source:pplware.sapo.pt

iPhone X: Produção esperada baixa mais de 5 milhões de unidades

26 de Outubro de 2017 às 09:07
Apple


A chegada oficial do iPhone X dentro de dias está a ser aguardada pelo mundo com grande expectativa. É o mais inovador dos iPhones, introduz no segmento a tecnologia de reconhecimento facial e traz pela primeira vez um ecrã OLED quase sem bordas.Agora, novas informações vindas de “fontes seguras” indicam que a Apple terá sérios problemas para fabricar o número suficiente de unidades para ser capaz responder à grande procura do novo iPhone X.
Que as primeiras unidades enviadas do novo iPhone iam ser limitadas a um número muito abaixo do esperado, isso já se sabia. Segundo informações divulgadas a semana passada, este número irá ficar-se 46500 unidades. Mas parece que a Apple está a ter mais problemas e a unidades fabricadas para este ano serão ainda menos do que aquilo que se previa. Baixo fabrico por parte da FoxconnDe acordo com os dados recolhidos pela empresa de investigação, KGI Securities, a Foxconn deverá ter reduzido o número previsto de iPhones X a produzir até ao final de 2017, em mais de 5 milhões de unidades.Anteriormente, os números iniciais indicavam que a empresa fabricante dos iPhones iria produzir entre 35 e 30 milhões de iPhones para serem distribuídos em 2017. Mas isso não deverá ser possível. A Foxconn acredita que, este ano só será capaz de produzir entre 25 e 30 milhões de iPhones X. Os outros culpadosEstes atrasos não são só culpa da Foxconn. Os fornecedores dos sensores 3D para o novo iPhone também estão a apresentar atrasos na distribuição deste componente. Aparentemente, a LG Innotek e a Sharp apenas os começarão a distribuir em massa no início de 2018, o que significa que o iPhone X só estará disponível em elevadas quantidades no mercado a partir do início do próximo ano.Segundo a KGI, a Sharp recebeu ajuda técnica por parte da GIS (General Interface Solution), uma empresa que oferece soluções e suporte para ecrãs táteis. Esta aposta por parte da Sharp deverá permitir à empresa acelerar a sua taxa de produção dos sensores 3D antes da LG Innotek. Estaremos testemunhar uma “guerra” entre fornecedores? A estratégia da Apple passa por reduzir a precisão do Face IDUma outra fonte dá conta de que a Apple, ciente de todos os problemas associados à produção do seu novo iPhone, disse de forma subliminar aos fornecedores que poderiam reduzir a precisão da tecnologia de reconhecimento facial Face ID, de forma a facilitar a sua produção. À data de lançamento estima-se que estarão disponíveis apenas cerca de 3 milhões de unidades do novo iPhone, um número muito baixo relativamente ao que aos 10 milhões de unidades que a Apple esperava alcançar.No entanto, apesar da baixa disponibilidade do novo iPhone, poderá reservar o seu já daqui a 2 dias (27 de Outubro). Aqui em Portugal, o novo iPhone estará disponível a partir do dia 3 de novembro.source: pplware.sapo.pt