219 347 706 Email Facebook
AppleIcloud

iCloud poderá em breve ser usado para autenticação em sites web

5 de Fevereiro de 2018 às 10:01

iCloud poderá em breve ser usado para autenticação em sites web

5 de Fevereiro de 2018 às 10:01
Apple Icloud


A maioria dos sites da Internet estão a aderir a mecanismos de autenticação de terceiros. Para além de ser mais simples a implementação, garante-se que as contas são válidas e que já existem.Os mais usados são os mecanismos do Facebook e da Google, mas um novo parece estar a chegar ao mercado. Uma análise ao iOS 11.3 revelou que a Apple com o iCloud e o Apple ID pode estar prestes a prestar este serviço.
Ao associar os mecanismos de autenticação a estes grandes serviços da Internet, os sites conseguem ter várias garantias. A principal delas é, a par com a segurança, que os utilizadores não precisam de criar mais uma conta, uma vez que usam uma já do seu dia-a-dia.A análise detalhada do código do iOS 11.3 revelou agora a presença de strings que mostram que a Apple irá usar o iCloud e o Apple ID para os utilizadores se autenticarem nos sites.O SecureChannel tem referências que mostram que os sites web vão poder usar este mecanismo de autenticação e aceder a dados do iCloud, provavelmente apenas o nome completo e o email.Esta funcionalidade é similar ao que a Apple usa já no Single Sign-On da Apple TV, que permite o acesso transparente em várias aplicações após uma autenticação com sucesso.Há ainda referências a um componente que permitirá usar um código QR para pedir a autenticação do Apple ID do utilizador, depois deste ser lido com a câmara do iPhone.Caso a Apple avance com este mecanismo, terá de enfrentar 2 gigantes que já dominam esta área. Tanto o Facebook como a Google já têm as suas autenticações espalhadas por sites e apps, evitando aos utilizadores terem de criar novas contas e memorizar novas palavras passe.source: pplware.sapo.pt

TOP 5 de Serviços Cloud em 2015

31 de Dezembro de 2015 às 09:52
Cloud


O caminho está traçado. O alojamento na cloud é cada vez mais o futuro e os serviços de Internet que cada vez são mais rápidos ajudam nessa alteração de hábitos.Durante 2015 os serviços cloud não sofreram grande mutação. Uns fortaleceram-se, outros melhoraram os preços dos serviços profissionais e outros saíram da sombra. Destacamos 5 que provavelmente foram aqueles que tiveram uma maior ascendência sobre o utilizador. 
É inegável que cada vez mais usamos os serviços cloud para “tudo e mais um par de botas”. Já lá colocamos os documentos, as fotografias, os vídeos, as capturas de ecrã, colocamos as cópias de segurança, colocamos produção em tempo real e até usamos como “ponte” para termos tudo sincronizado entre dispositivos em diversos sistemas operativos. Quais os requisitos?Durante este ano fomos avaliando as escolhas, fizemos sondagens, confrontámos preços do mercadoConsumer Cloud Storage, falámos com alguns players, com clientes e verificámos os indicadores externos, números indicativos das preferências globais.Esta compilação foi o resultado de todos os indicadores compilados que nos diz quais os serviços cloud (Consumer Storage) preponderantes de 2015: 5º Lugar – HubicEste serviço destacou-se em 2015 pela sua oferta e pelo serviço que acompanha o pack entregue ao utilizador. A empresa francesa OVH, neste ano, decidiu ameaçar a concorrência e colocou a oferta com o serviço gratuito de espaço em cloud com 25 GB. Tem apps mobile e a sua utilização é extremamente intuitiva, até porque desenharam o site em português e com muito boa aparência, que permite a gestão de ficheiros via web.As aplicações estão disponíveis para Windows, OS X e Linux, assim como para Android, iOS e Windows Phone.
 4º Lugar – OnedriveOneDrive é a aposta da Microsoft para aglomerar todos os seus serviços e fazer a ponte entre as várias aplicações que tem ao dispor. Concentra o Office online e joga com o espaço gratuito por forma a cativar a atenção de quem usa os seus produtos e não só. Tem a seu favor o serviço que é um dos melhores e mais seguros no que toca a IaaS assim como DaaS.Como armazenamento de consumo permite o que os outros permitem e muito mais. Tem apps para os dispositivos móveis mas deixa de fora o Linux. Gratuitamente, sem falarmos em planos agregados na aquisição de produtos da Microsoft, este serviço cloud oferece-lhe 15 GB (lembre-se que a Microsoft reduziu dos 15GB para apenas 5GB mas depois recuou na decisão – ver aqui).
3º Lugar – Google DriveEste serviço é um tudo em um. Tem uma ligação íntima com o melhor serviço de email que um utilizador pode usar, o Gmail, permite utilizar o Google Docs e permite muito mais.Além disso o Drive oferece-lhe 15 GB de armazenamento online gratuito da Google. Desta forma, pode guardar fotografias, histórias, designs, desenhos, gravações, vídeos e outros. Tem evoluído com algumas ferramentas colaborativas, como o Keep, por exemplo, mas ainda não é um serviço tão intuitivo para os dispositivos móveis que seja atractiva como outros. Mas, convenhamos, é um serviço que está sempre à mão.
2º Lugar – Dropbox
Este é um dos mais usados, dos que tem mais aplicações, um sistema cloud multifacetado onde já se viu de tudo. Tem uma óptima integração com todos os dispositivos. O seu marketing tem uma faceta dinâmica que permite a qualquer utilizador conseguir 16 GB de espaço gratuito, mas dá trabalho, tem essa desvantagem!Tem ferramentas colaborativas que o ajudarão a potenciar o trabalho de forma muito eficiente e tem um trato muito próximo com os ficheiros Microsoft Office, por permitir editar os seus documentos com o Microsoft Word Online, por exemplo. Mas há mais, muito mais. Veja aqui muitos exemplos.
 1º Lugar – MegaO Mega é o lado “irreverente” da web. É um serviço cloud que conta já com mais de 15 milhões de registos. Lembramos que cada registo tem ao dispor 50 GB de espaço gratuito e um serviço muito rápido e seguro. Esses são os “pergaminhos” deste serviço que foi pensado por Kim Dotcom um dia…Tem um óptimo serviço de gestão web, tem apps para dispositivos móveis e para Windows, Linux e OS X. É um serviço muito bom. Ok, depois há aqueles que são “ilimitados”, é verdade, mas o Mega tem o hype da irreverência e a velocidade de servidor sem termos de levar com SPAM ou publicidade intrusiva ou uma interface a definhar, como muitos na praça.source: pplware.sapo.pt