219 347 706 Email Facebook
FBIApple

O FBI tem mais um iPhone para desbloquear

10 de Outubro de 2016 às 09:31

O FBI tem mais um iPhone para desbloquear

10 de Outubro de 2016 às 09:31
FBI Apple


O recente caso do atirador de San Bernardino, colocou frente a frente a Apple e o FBI. As autoridades queriam que a empresa de Cupertino desbloqueasse o iPhone do terrorista, algo que acabou por não ser necessário.Mas, se esse caso acabou por não envolver a Apple, há um novo que envolve um iPhone e que poderá reacender toda a polémica e voltar a colocar frente a frente a Apple e o FBI.

Novamente o FBI tem em mãos um iPhone que necessita de desbloquear, desta vez oriundo de um terrorista que foi abatido no rescaldo de um ataque.O novo iPhone que o FBI pretende desbloquear pertence a Dahir Adan, o atacante que no passado mês esfaqueou 10 pessoas num centro comercial do Minnesota e que acabaria por ser abatido pela polícia. O FBI acredita que no seu telefone será possível ter pistas para perceber os motivos do seu ataque e possíveis ligações ao ISIS.No caso do atirador de San Bernardino, o FBI acabou por conseguir desbloquear o iPhone, mas sem recorrer à Apple, pagando uma quantia avultada para tal. Neste novo caso, ainda não se sabe se irá novamente optar por intimar a Apple para o fazer ou se irá novamente recorrer a métodos alternativos.Os problemas de desbloquear este novo iPhoneSe no caso de San Bernardino acabou por ser simples o acesso aos dados, nesta nova situação o processo pode ser mais complexo. A partir do iOS 9 as medidas de segurança são mais apertadas e é impossível conseguir este desbloqueio recorrendo a algumas técnicas conhecidas.Por não se saber qual o modelo do iPhone que está em causa, nem qual a versão do iOS instalada, é ainda demasiado cedo para saber que medidas o FBI irá tomar, mas não fica para já de fora a possibilidade de voltar a chamar a Apple a tribunal.We are in the process of assessing our legal and technical options to gain access to this device and the data it may contain.A título de curiosidade, e segundo notícia a CNN, quando Adan realizou este ataque, estava no centro comercial para comprar o novo iPhone 7.Este pode ser o início de mais uma guerra entre o FBI e a Apple, que poderá novamente não resultar em qualquer acção por parte da gigante tecnológica. A urgência do FBI em realizar este desbloqueio poderá levar a que as forças policiais prefiram pagar, voltando a Apple a sair incólume.source: pplware.sapo.pt

Já se sabe quem vai ajudar o FBI a quebrar a segurança do iPhone

24 de Março de 2016 às 10:04
Apple FBI


A saga da luta da Apple contra o FBI e o Departamento de Justiça Norte Americano parece estar a chegar a um ponto de viragem. Depois de toda a insistência que foi feita pela justiça, parece que surgiu agora uma solução.Uma entidade, que se julga saber quem é, veio dar garantias ao FBI que conseguirá aceder aos dados o iPhone do atirador de San Bernardino. Mas quem é esta entidade que vai ajudar o FBI?

Esta dúvida está na cabeça de todos desde que o FBI anunciou que recebeu informações de que haveria quem fosse capaz de contornar as medidas de segurança da Apple. Se desde sempre a Apple se gabou da sua segurança e dos seus dispositivos, parecia impossível que qualquer entidade fosse capaz de as contornar.Mas o secretismo desta operação, e a consequente quebra das medidas de protecção do iPhone 5C, pode ter sido agora exposto e o nome da empresa que será usada pelo FBI veio a público. Segundo o jornal Yedioth Ahronoth, a entidade que vai tentar realizar esta proeza é a empresa Cellebrite.Esta é uma empresa israelita que se dedica a conseguir obter informações deste género em dispositivos móveis, recorrendo ao seu software forense. É considerada uma das empresas mais capazes no ramo da recuperação de dados, recorrendo às suas técnicas forenses, trabalhando com as principais forças governamentais, policiais e militares.Caso a Cellebrite consiga aceder aos dados que estão no iPhone que o FBI quer desbloquear, o processo que decorre nos tribunais norte americanos pode terminar de imediato, não necessitando mais o FBI da ajuda da Apple.Desde que o FBI anunciou, na passada segunda-feira, que necessitava de algum tempo para explorar uma nova via proposta por uma entidade terceira, que o processo que está a decorrer no tribunal foi colocado em pausa. O FBI tem até dia 6 de Abril para dar novas informações ao tribunal, para que este decida se o processo avança ou se por outro lado é terminado de imediato.Caso a Cellebrite tenha sucesso, esta poderá ser a forma mais simples para que ambas as entidades terminem esta guerra. A Apple consegue garantir que não tem de criar os mecanismos de acesso que foram pedidos e o FBI tem acesso à informação pretendida.source: pplware.sapo.pt

FBI já não precisa da Apple para desbloquear iPhone

22 de Março de 2016 às 09:57
Apple FBI


A guerra da Apple com o FBI poderá ter terminado. Depois de várias frentes e de trocas de acusações, a obrigação de ajudar o Departamento de Justiça e o FBI deixou de ser imposta à Apple.Não se sabe ainda como, mas o FBI garante que tem uma forma de aceder aos dados do iPhone 5C do atirador de San Bernardino.

A notícia surgiu há poucas horas e foi dada pelo próprio tribunal que estava a julgar o caso que opunha o FBI à Apple e que levaria a empresa a ter de encontrar uma forma de dar acesso aos dados de um iPhone 5C que está na posse das forças policiais.O FBI entregou um pedido de anulação de uma das audiências, alegando que teve acesso a uma forma de desbloquear o equipamento e assim aceder aos dados que nele estão guardados. O tribunal aceitou o pedido e suspendeu o julgamento, até que tenha informações do FBI sobre o sucesso desta acção.On Sunday, March 20, 2016, an outside party demonstrated to the FBI a possible method for unlocking Farook’s iPhone. Testing is required to determine whether it is a viable method that will not compromise data on Farook’s iPhone. If the method is viable, it should eliminate the need for the assistance from Apple Inc. (“Apple”) set forth in the All Writs Act Order in this case.Não ficou claro de que forma irá ser realizado este desbloqueio e nem qual a entidade que o garante conseguir fazer. Este método irá ser testado antes de ser aplicado, para garantir que é seguro e que não irá levar ao bloqueio permanente do iPhone 5C e à consequente perda dos dados.A posição da AppleDesde que se soube da novidade que se fala da forma como a Apple irá reagir. Em declarações prestadas pelos advogados da Apple ficou claro que a empresa presente não sabe quem é a entidade responsável por esta forma de acesso e nem como a mesma irá ser explorada.Fez também questão de alertar que irá insistir em saber de que forma o equipamento irá ser desbloqueado caso o FBI e o Departamento de Justiça insistirem em manter este caso em aberto, como se saber ser pretendido.Esta poderá ser a forma mais simples de resolver este caso. Com a entrada em cena desta terceira entidade tanto o FBI como a Apple conseguem ficar satisfeitos e com os seus problemas resolvidos. Por um lado o FBI tem acesso aos dados do iPhone e por outro a Apple mantêm o seu iPhone inviolado.source: pplware.sapo.pt