219 347 706 Email Facebook
Intel

Alerta! Processadores da Intel têm graves problemas de segurança

23 de Novembro de 2017 às 09:25

Alerta! Processadores da Intel têm graves problemas de segurança

23 de Novembro de 2017 às 09:25
Intel


Os problemas de segurança informática estão, por norma, associados a falhas nos sistemas operativos e nas aplicações que neles correm. Não é normal as falhas estarem no hardware que os suporta.Há, no entanto, situações em que os problemas estão em áreas normalmente seguras, sendo mais difíceis de detetar e resolver. A Intel lançou agora um alerta, em que revela que os seus processadores mais recentes têm um grave problema de segurança.
Não é de todo normal que as falhas de segurança estejam alojadas nos processadores e muito menos que estas possam ser exploradas remotamente. Mas é precisamente esse o problema que a Intel tem neste momento em mãos.Foi detetado nos processadores da Intel, posteriores a 2015, uma falha que permite que estes sejam atacados remotamente. São várias as falhas presentes no Management Engine e no Server Platform Services que permitem a atacantes remotos correrem software malicioso, obter privilégios de acesso e assumir o controlo dos computadores e outros dispositivos. Todas estas ações decorrem sem que o utilizador dê por isso.Para ajudar na identificação do problema, a Intel disponibilizou a lista das várias famílias de processadores afetadas:6ª, 7ª e 8ª geração do Intel® Corev5 e v6 do Intel Xeon E3-1200Intel Xeon ScalableIntel Xeon WIntel Atom C3000Apollo Lake Intel Atom (série E3900)Apollo Lake Intel® PentiumCeleron N e JHá ainda uma ferramenta da Intel, criada para Linux e Windows, que ajuda os utilizadores a identificarem se os seus processadores têm problemas.A Intel já disponibilizou uma atualização que permitirá corrigir este problema na maioria dos seus processadores afetados, no entanto a lista de fabricantes que já a disponibiliza para os seus equipamentos é ainda reduzida.Caso tenha um computador ou dispositivo recente, baseado num processador Intel, então o mais certo é estar com problemas, devendo, por isso, procurar junto do fabricante uma solução. Não se esperava esta falha, mas a verdade é que ela existe e é urgente que seja resolvida.source: pplware.sapo.pt

Intel apresentou o mais recente super processador com 18 cores

8 de Agosto de 2017 às 09:48
Intel


Apesar de toda a concorrência que tem, a Intel ainda domina no mercado dos processadores, com algumas propostas que as restantes marcas não conseguem igualar.Apresentados na última Computex, os futuros processadores da linha i9 Core X estiveram desaparecidos até agora. A marca voltou à carga e prometeu que os seus super processadores chegam já em setembro.
Os processadores i9 da Intel não são dedicados aos normais desktops, mas não deixam de ser impressionantes e de revelar o que de melhor esta empresa é capaz de fazer. Com várias ofertas, o que mais se destaque da linha i9 Core X é o modelo 7980XE por ter presentes 18 cores para processamento.Este processador consegue ter uma velocidade de relógio base inferior ao modelo de topo da linha i7, com “apenas” 2,6GHz, é no Turbo Boost que vai conseguir o seu verdadeiro poder. Com o Turbo Boost 2.0 atinge os 4,2GHz e com o Turbo Boost 3.0, que acelera os seus 2 cores mais rápidos, atinge velocidades de 4,4GHz.A performance da família Intel i9 Core XA somar a estas velocidades de relógio elevadas, está a capacidade de gerir multi-tarefas de elevados volumes de dados, recorrendo aos 18 cores e 36 threads. Com suporte até 68 pistas PCIe 3.0, será simples expandir os sistemas com SSDs, até 4 placas GFX e soluções Thunderbolt 3.Segundo a Intel estes processadores garantem uma melhoria de performances na ordem dos 20% na criação de conteúdos VR e até 30% na edição de vídeos 4K, quando comparados com a geração anterior. No caso dos gamers, estes ganhos estão também na casa dos 30%.Esta nova geração i9 Core vai ter vários modelos – i9-7920X, i9-7940X, i9-7960X e a Extreme Edition Intel Core i9-7980XE – com os preços a começar nos 1200 dólares e a subir até aos 2000 dólares.Estes verdadeiros monstros de processamento vão chegar muito em breve, com o modelo de 12 cores a chegar já a 28 de agosto e os modelos de 14 a 18 cores a começarem a ser vendidos a 25 de setembro.Via Intelsource: pplware.sapo.pt

Última hora: Intel vai despedir 12 000 funcionários

20 de Abril de 2016 às 10:05
Intel


Apesar de parecer que na área da tecnologia não há crise, o cenário real é bem diferente!Depois da gigante Microsoft ter cortado 18 mil postos de trabalho, agora foi a vez da Intel anunciar que vai despedir 12 mil funcionários e assim conseguir “poupar” mais de 750 milhões de dólares já este ano e 1,4 mil milhões de dólares até meados de 2017.
A Intel, bastante conhecida pela criação de circuitos integrados, anunciou que está num processo de optimização/reestruturação e nesse sentido vai reduzir drasticamente o número de recursos humanos.De acordo com as informações da própria empresa, ao todo estão em causa 12 mil postos de trabalho, o que corresponde a aproximadamente 11% do número total de funcionários. Os despedimentos serão realizados por fases até meados de 2017."These changes will result in the reduction of up to 12,000 positions globally — approximately 11 percent of employees — by mid-2017 through site consolidations worldwide, a combination of voluntary and involuntary departures, and a re-evaluation of programs. The majority of these actions will be communicated to affected employees over the next 60 days with some actions spanning in to 2017."Apesar de ser uma das empresas de referência no mundo tecnológico, a forte quebra nas vendas de PCs tem afectado a Intel, que assim se viu obrigada a reduzir custos. Obviamente que a empresa continua a ter um grande mercado no segmento dos dispositivos móveis mas, ao que tudo indica, nesta fase tem mesmo de reduzir custos.source: pplware.sapo.pt