219 347 706 Email Facebook
ParisSony

PS4 usada para planear os atentados de Paris

16 de Novembro de 2015 às 15:31

PS4 usada para planear os atentados de Paris

16 de Novembro de 2015 às 15:31
Paris Sony


A passada sexta-feira 13 vai ficar marcada na história do mundo! Em Paris, um grupo de vários terroristas matou mais de 127 pessoas e deixou mais de 300 feridas.Segundo o Ministro dos Assuntos Internos da Bélgica, Jan Jambon, os terroristas podem ter usado a popular PlayStation 4 para comunicarem antes dos atentados em Paris.
As investigações relativas ao que aconteceu na passada sexta-feira em Paris continuam. Agora, segundo uma revelação de um Ministro Belga, os terroristas podem ter usado o sistema de comunicação da PS4 para combinarem todos os pormenores do atentado.Segundo Jambon, a escolha da PS4 pelos agentes da ISIS pode ter-se devido ao facto das comunicações serem realmente seguras e todo o sistema de comunicação ser bastante fechado.A PlayStation 4 é ainda mais difícil de “monitorizar” do que o WhatsApp.Quando a nova geração de consolas foi lançada, surgiu de imediato a preocupação com a privacidade dos utilizadores, isto porque as câmaras podiam ser usadas para realizar espionagem.Mike Thompson, director de segurança de informação de produtos e serviços da Linus Information Security Solutionm refere que a PS4 utiliza um sistema de ficheiros de proprietário e o disco rígido é cifrado, o que acaba por tornar os ataques ao sistema e trabalhos de investigação forense bastante mais difícil.Assim, empresas como a Sony e outras tomaram algumas medidas e melhoraram as plataformas de comunicação, algo que pode levado os terroristas a escolherem a plataforma de comunicação da PS4.
source:pplware.sapo.pt

Sony poderá deixar o mercado dos smartphones em 2016

8 de Outubro de 2015 às 14:48
Sony


O mercado dos smartphones é feroz e as marcas precisam de se adaptar não apenas às exigências dos consumidores, mas também ao que os concorrentes oferecem.A Sony, um dos gigantes desta indústria, está agora a ponderar abandonar o mercado dos smartphones caso os lucros do ano de 2016 não sejam satisfatórios.

Está em curso uma grande reestruturação no seio da Sony, que pretende a muito breve trecho, voltar aos lucros e retomar a sua posição de destaque no mundo da tecnologia.Todas as diferentes medidas estão a mostrar resultados, mas a divisão móvel ainda não conseguiu quebrar o ciclo negativo que atravessa e ainda apresenta prejuízo.A ideia do CEO da empresa, Kazuo Hirai, é que esta divisão volte aos lucros já em 2016 ou que pelo menos ultrapasse a barreira das perdas, conseguindo chegar a um ponto de estabilidade.As palavras de Kazuo Hirai são explicitas e traçam de forma bem clara o destino da Sony Mobile para o futuro. Caso não regresse a um ponto onde, pelo menos, não existam perdas, vão ser encontradas alternativas que passam pela venda ou simples abandono pela marca deste mercado.“We will continue with the business as long as we are on track with the scenario of breaking even next year onwards.Otherwise, we haven’t eliminated the consideration of alternative options."Um dos cenários possíveis a aplicar na divisão móvel da Sony é, o que foi feito com a divisão Vaio, que foi vendida a um grupo chinês.As razões para que os lucros da Sony estejam muito abaixo do esperado pela empresa são: estar associada ao ecossistema Android e à vasta oferta que as marcas chinesas têm no mercado.Dificilmente a Sony consegue competir com estas empresas em termos de preços, o que é um factor importante neste momento.Os números de vendas da Sony não muito baixos, conseguindo apenas 17,5% do mercado no Japão e uns quase inexistentes 1% no mercado norte americano.Grande parte das esperanças da Sony assentam nos novos modelos apresentados na IFA deste ano. Os novos Z5 mostraram-se ser máquinas de elevadas performances e com características únicas. Em particular o Z5 Premium, com o seu ecrã de resolução 4K, que é o primeiro a conseguir esta proeza.A decisão da Sony está tomada e o seu desfecho final está agora nas mãos dos consumidores, que podem conseguir que a marca volte aos lucros e assim manter-se no mercado.
source: pplware.sapo.pt