219 347 706 Email Facebook
Uber

Uber: Fazer esperar um motorista custa 0,10€ por minuto

31 de Outubro de 2017 às 09:04

Uber: Fazer esperar um motorista custa 0,10€ por minuto

31 de Outubro de 2017 às 09:04
Uber


A Uber inaugurou hoje um espaço de apoio especializado no Porto. Além desta novidade, a empresa revelou, através do diretor-geral da Uber para a Ibéria, Rui Bento, que a aplicação motorista vai ter novidades.Se é utilizador frequente deste serviço, é melhor que conheça as novidades para não ter surpresas na hora de pagar a conta.
A Uber apresentou hoje sete novas funcionalidades da aplicação de motorista para melhorar a eficiência do dia-a-dia. Segundo Rui Bento, “Esperamos que as funcionalidades que hoje anunciamos façam a diferença na experiência dos motoristas. Continuaremos determinados em tornar a experiência de condução com a Uber vez mais gratificante, eficiente e simples. “Sete novas funcionalidades da aplicação de motoristaTempo de espera pago: o tempo dos motoristas é valioso. Caso o motorista tenha de esperar mais de 2 minutos no local de recolha até que o utilizador esteja pronto a viajar, começará a receber um valor de espera fixo por minuto (0,10 euros por minuto)Taxa de cancelamento de 2 minutos: caso o utilizador cancele um pedido de viagem pelo menos 2 minutos depois de o ter feito, o motorista receberá uma taxa de cancelamento (anteriormente, o período para a aplicação da taxa era de 5 minutos). Essa taxa é de 2,5 euros.Proteção de pontuação: se a pontuação que o utilizador atribuir à viagem não estiver relacionada com o serviço prestado pelo motorista, a pontuação do motorista não será afetada. Ou seja, o motorista não será prejudicado por fatores que fogem ao seu controlo.Aviso de viagem longa: queremos ajudar a que os motoristas consigam planear o seu dia, o que passa por não serem surpreendidos por viagens mais longas do que esperam. Quando o motorista receber um pedido de viagem com uma duração estimada superior a 45 minutos, será devidamente alertado para o fato na aplicação antes de aceitar o pedido. Sem mais surpresas.Partilha de viagem/percurso: a segurança é a nossa principal prioridade. A partir de agora, o motorista poderá partilhar a sua localização e o estado da sua viagem com amigos e familiares através da aplicação – para que amigos e familiares saibam onde estão, e quando chegarão ao seu destino.Chat na aplicação: garantir que motorista e utilizador se encontram rapidamente nem sempre é fácil – sobretudo em momentos e locais muito movimentados. E nestes momentos, normalmente uma simples e rápida conversa é a solução mais simples. A partir de agora, motoristas e utilizadores terão acesso a uma nova funcionalidade de chat entre ambos que simplifica a comunicação, evita custos de necessários, e simplifica a experiência de recolha.Hora e destino final: para que chegue sempre a tempo ao seu próximo compromisso, o motorista poderá escolher o local e a hora a que precisa de desligar a aplicação da Uber – nós garantimos que apenas receberá viagens que lhe permitam estar à hora certa, no sítio certo. Seja uma ida ao cinema, um convívio com amigos ou um jantar em família, a Uber ajudará a que nunca falte e chegue sempre a horas.Com o lançamento destas novas funcionalidades a Uber procura melhorar a flexibilidade e a segurança de todos os motoristas. A Uber conta com uma comunidade que ultrapassa os 3.000 motoristas em Portugal.source: pplware.sapo.pt

Uber admite que copiou o carro autónomo da Google, sem saber

7 de Abril de 2017 às 09:31
Uber Google


A concorrência entre as empresas, especialmente na área das tecnologias, é grande. As práticas nem sempre são as mais corretas e isso, por vezes, origina processos e outras ações em tribunal.A Google estava a acusar a Uber de criar um carro autónomo demasiado igual ao seu e agora teve a confirmação. A Uber admitiu que copiou o carro da Google, mas alerta que não sabia que o estava a fazer.
O processo que a Google apresentou contra a Uber era claro. As semelhanças entre as tecnologias usadas nos carros autónomos destas duas empresas eram demasiado evidentes, o que levada a acreditar que a Uber teria roubado informações e usado nos seus projetos.A empresa sempre negou tais atos, mas agora foi obrigada a admitir que efetivamente copiou a Google, mas não de forma consciente ou direta. Na verdade, quem roubou os planos do carro da Google foi um ex-funcionário da empresa das pesquisas, que se mudou para a Uber para trabalhar no projeto do carro autónomo da Uber.No computador do funcionário da Uber Sameer Kshirsagar, foram encontrados 14 mil documentos, todos oriundos da Google, e todos pertencentes ao projeto que a empresa desenvolveu. A acusação agora feita quer mostrar que Sameer Kshirsagar roubou os documentos da Google antes de abandonar a empresa e assumir o seu cargo na Uber, onde ajudou a desenvolver o seu carro autónomo.Quem descobriu esta situação foi a própria Uber, que numa investigação interna entrevistou 84 funcionários e ex-funcionários, dos quais 42 estariam associados ao projeto do carro autónomo.Para além destas entrevistas, foram ainda verificados os computadores de 10 deles, bem como os servidores de ficheiros e outras partilhas públicas a que teriam acesso.Não se sabe ao certo se o funcionário em causa ainda trabalha para a Uber, mas o que é certo é que se irá sentar no banco dos réus e responder perante as acusações da Google sobre o roubo de informação da empresa. Resta ainda saber o que acontecerá à Uber, uma vez que a tecnologia que criou se baseou em informação roubada, mesmo não tendo conhecimento disso.source: pplware.sapo.pt

uberPOOL – Carpooling da Uber chega a Lisboa

2 de Novembro de 2016 às 10:18
Uber UberPool


De 4 a 13 de Novembro, Lisboa vai conhecer o serviço de viagens partilhadas da Uber num piloto de dez dias que trará viagens mais acessíveis aos utilizadores e uma mobilidade mais eficiente à cidade.
Empenhada em levar a cabo a sua visão de um mundo onde as viagens são mais simples e económicas para todos, e onde as cidades se assemelham cada vez menos a um enorme parque de estacionamento, a Uber apresenta aos lisboetas a sua solução de mobilidade partilhada: uberPOOL .O uberPOOL permite que pessoas que se desloquem na mesma direção e ao mesmo tempo possam partilhar a mesma viagem. Desta forma, será possível movimentar mais pessoas em menos carros, o que significa viagens mais económicas para os passageiros, e cidades cada vez menos congestionadas. A opção estará disponível na app dos utilizadores de 4 a 13 de Novembro em Lisboa, com a oferta de viagens 25%. O uberPOOL já chegou a 33 das maiores cidades onde a Uber está presente. Apenas nos primeiros sete meses de 2016, o uberPOOL já poupou mais de 502 milhões de quilómetros automóveis, mais de 23 milhões de litros de combustível e 55 mil toneladas de dióxido de carbono a estas cidades.Opções de viagem mais partilhadas como o uberPOOL podem contribuir para cidades menos congestionadas e mais sustentáveis, e em que viajar é mais simples e económico. Queremos caminhar em direção a essa visão, e é por isso que estamos entusiasmados por apresentar uberPOOL aos lisboetas, de 4 a 13 de novembroRui Bento, Diretor Geral Uber Portugal

Manifestação dos taxistas levou Uber ao topo da App Store

11 de Outubro de 2016 às 09:29
Uber Taxi Portugal


As manifestações dos taxistas contra a Uber e a Cabify tomaram ontem de assalto a cidade de Lisboa. Durante horas foi impossível circular na capital do país e a confusão esteve instalada.Mas o protesto acabou por criar um elevado grau de curiosidade e a aplicação da Uber acabou por subir ao topo das aplicações mais descarregadas da App Store.

O protesto que decorreu ontem mostrou novamente aos portugueses que os taxistas estão contra todas as plataformas electrónicas de transportes. A sua ira e descontentamento focou-se em duas dessas aplicações, a Uber e a Cabify, que entendem serem ilegais. A ideia era também mostrar ao governo que estão contra a ideia de legalizar estas plataformas, seja sob que modelo venha a ser decidido.Mas a verdade é que muito mais do que que manifestar a sua posição, os taxistas acabaram por criar um efeito contrário e fizeram com que a Uber e a Cabify fossem ainda mais conhecidas e que as aplicações fossem ainda mais descarregadas.Durante o dia de hoje a aplicação da Uber, a mais conhecida em Portugal, não parou de subir e ao final do dia tinha atingido o topo da lista das aplicações gratuitas mais descarregadas na App Store.No caso do Android a situação foi semelhante, com a aplicação a subir vários lugares na tabela, ocupando a 13ª posição da lista de aplicações da Play Store.Na verdade esta não é a primeira vez que esta subida nas tabelas de aplicações acontece. Este é um comportamento normal sempre que existem estes protestos. Já em Abril deste ano, durante as manifestações dos taxistas, a app da Uber tinha subido aos tops das aplicações mais descarregadas.A ideia dos protestos dos taxistas acabou por valer à Uber como publicidade, que assim viu muitos potenciais clientes ligarem-se à sua plataforma.source: pplware.sapo.pt

Uber: um serviço popular, mas que só acumula prejuízos

29 de Agosto de 2016 às 09:56
UBER


A Uber é hoje uma das marcas mais populares em todo o mundo. A contestação dos taxistas ao serviço acabou por ser uma óptima forma de publicidade à empresas que não pára de ganhar novos clientes.Mas se o serviço está a crescer, se tem cada vez mais pessoas a optar por ele em detrimento dos táxis, porque não gera lucros? Só nos primeiros 6 meses do ano a empresa já teve prejuízos de mais de 1,2 mil milhões de dólares.
Segundo informação divulgada a semana passada pela Bloomberg, o director financeiro da Uber anunciou aos seus accionistas que, no primeiro semestre do ano, a empresa teve prejuízos que ascendem os mil milhões de dólares. No primeiro trimestre do ano, as perdas foram de 520 milhões e, no segundo, o valor aumentou para os 750 milhões. Em sete anos, a Uber já acumula prejuízos no valor dos 4 mil milhões de dólares!Desde que o serviço da Uber foi lançado, há sete anos atrás, que a empresa regista prejuízos acumulados de 4 mil milhões de dólares, sendo que metade deste valor foi alcançado apenas durante o ano passado, ano que, por sinal, foi um dos anos em que a empresa mais cresceu. Mas quais serão os motivos?Apesar das receitas provenientes deste serviço continuarem a crescer, tendo sido registado um aumento de 32% das receitas entre o primeiro e o segundo trimestre do ano, a empresa continua a não ganhar dinheiro. Segundo Gautam Gupta, o director financeiro da Uber, este prejuízo deve-se aos subsídios atribuídos aos motoristas da empresa e, por esse motivo, os gastos com os motoristas já está a ser repensado.source: pplware.sapo.pt

Esta APP transforma os Táxis de sempre em "UBERS" e chegou agora a Lisboa

11 de Dezembro de 2015 às 09:48
UBER


E se chamar um táxi fosse exactamente igual a chamar um Uber? E se pagar um táxi fosse tão cómodo como pagar um Uber? E se o taxista fosse sujeito ao mesmo sistema de avaliação que um motorista Uber? Chama-se MyTaxi e é uma app que chegou esta semana a Lisboa para “ubernizar” a cidade.


São os táxis de sempre mas com a inovação da Uber. A MyTaxi nasceu na Alemanha em 2009, no mesmo ano em que a Uber surgiu em São Francisco. A ideia é mais ou menos a mesma: conectar passageiros a motoristas. A diferença é que a Uber fá-lo com uma nova frota de veículos, enquanto que a MyTaxi aproveita os táxis já existentes nas cidades.Para usares a MyTaxi, tens apenas de instalar a app no teu telemóvel (iOS, Android, Windows ouBlackBerry) e registares-te com a tua conta de Facebook ou e-mail. Inseres o nome e número de telemóvel, e defines a forma de pagamento: tanto pode ser em dinheiro, no fim da viagem; ou através da app. Neste último caso, tens disponíveis as opções cartão de crédito e PayPal.Criada a conta, já podes pedir o teu táxi. Defines o local de partida e imediatamente sabes quanto tempo demora. Clicas no botão “order a taxi” e o veículo irá ao teu encontro no intervalo definido.Ao contrário da Uber, a MyTaxi permite-te escolher um carro ecológico, definir que queres um taxista com avaliação de 5 estrelas, pedir um táxi-carrinha ou chamar o teu motorista favorito. Podes ainda indicar se é uma viagem do/para o aeroporto, se tens um animal ou se vais transportar um pacote grande. Mais: podes chamar um táxi para um dado local mas para daqui a 30 minutos. Ou para daqui a 60 minutos. Ou para uma hora definida por ti.A MyTaxi quer ajudar a melhorar o serviço de táxis. Dessa forma, os taxistas que se queiram juntar a esta app têm de ter veículos em boas condições e de receber formação, não só ao nível tecnológico, como também ao de aprendizagem de novas línguas. Por outro lado, esses motoristas vão ser constantemente avaliados pelo sistema da própria app: após cada viagem, tu enquanto utilizador atribuis um valor de 1 a 5 ao veículo e ao motorista– um sistema idêntico ao da Uber. Ainda antes da tua viagem, a MyTaxi dá-te acesso a alguns dados sobre o taxista, como o número de licença do veículo, o nome completo do motorista e as classificações que outros clientes lhe atribuíram. Podes também calcular os custos da viagem: ao valor normal da viagem acresce um suplemento de 0,80 euros, o mesmo que é cobrado ao cliente quando chama um táxi por telefone. Durante a viagem, podes acompanhar o trajecto em tempo real na MyTaxi.A MyTaxi que ser a aplicação de táxis número 1 na Europa e posiciona-se como a app de táxis mais popular e com um crescimento mais rápido entre os utilizadores europeus com mais de 10 milhões de downloads. Por cá, a app pretende “contribuir para a mobilidade urbana da capital portuguesa, através da transformação do sector do táxi. O objectivo da MyTaxi é unificar e globalizar a forma como pedimos um táxi, apostando na mobilidade sustentável e eficiente”.Para celebrar a chegada a Lisboa, a MyTaxi está oferecer um desconto de 50% em todas as viagens até ao final do ano. Para beneficiares desta promoção, tens de descarregar a app, registar-te e activar um método de pagamento através da app. O desconto será aplicado automaticamente.
source: shifter.pt