219 347 706 Email Facebook
Web Design
ERP Primavera
Software à Medida
Últimas Novidades

Wi-Fi EasyMesh: Criação de redes Wi-Fi Mesh em sua casa

2018-05-15 às 09:34


A tecnologia Wi-Fi continua a evoluir significativamente e, hoje em dia, os standards disponíveis já permitem uma fantástica largura de banda e fiabilidade da tecnologia. Hoje a Wi-Fi Alliance deu a conhecer o Wi-Fi EasyMesh que permitirá criar redes Wi-Fi Mesh dentro de casa e com routers de várias marcas.
O que é uma rede Mesh?Uma rede mesh é um estilo de rede ad-hoc onde os dispositivos cooperam e comunicam entre si, normalmente, recorrendo a tecnologias sem fios e não com um equipamento central (ex. Ponto de Acesso). O objetivo passa por encaminhar as comunicações até um destino, tipicamente designado de gateway (que poderá ou não ter acesso à Internet).Este tipo de redes permite cobrir grandes áreas através de vários nós que funcionam como routers, uma vez que encaminham a informação que lhes chega.Wi-Fi EasyMesh – A novo tecnologia Wi-FiA Wi-Fi Alliance anunciou hoje uma nova tecnologia que foi denominada de Wi-Fi EasyMesh. Tal como o nome indica, este novo standard permite a criação simples de redes Mesh, garantindo assim a melhor cobertura de sinal. Uma das vantagens do Wi-Fi EasyMesh é que permitirá a interoperabilidade entre routers Wi-Fi de diferentes fabricantes ou seja, será possível criar uma rede Wi-Fi com múltiplos routers, de diferentes marcas.De referir que o Wi-Fi EasyMesh obriga a que os pontos de acesso suportem, no mínimo, a norma 802.11n Wi-Fi.Principais características do Wi-Fi EasyMeshO Wi-Fi EasyMesh irá trazer várias vantagens para as redes Wi-Fi domésticas. Das várias características, destaque para:A possibilidade de termos um design de rede flexível  (vários APs, de diferentes fabricantes, em diversas localizações)Simples de configurarSuporte para Balanceamento de cargasEscalávelsource: pplware.sapo.pt

Conheça todas as novidades que a Microsoft apresentou na Build 2018

2018-05-08 às 10:15


A Build é a conferência anual da Microsoft dedicada aos programadores e a todos os que se dedicam a melhorar as aplicações e sistemas da empresa. Como é normal e esperado, é também aqui que as maiores novidades da Microsoft surgem, mas ainda para serem desenvolvidas e melhoradas.2018 não foi diferente e a Build trouxe muitas novidades, dedicadas ao Windows 10 e a todos os sistemas e serviços que gravitam em torno deste sistema operativo. Vamos então conhecer as  novidades que a Microsoft apresentou na BUILD 2018.
O seu smartphone estará espelhado no Windows 10A Microsoft tem procurado integrar o seu sistema operativo com sistemas externos e com tudo o que estes têm para oferecer. Os smartphones, como peça fundamental do dia a dia, têm tido uma atenção especial e isso vai agora crescer.Uma das grandes novidades da Build deste ano é o lançamento da app “Your Phone” para o Windows 10. Com ela vão poder exibir, diretamente no Windows 10, o vosso smartphone, seja ele Android ou iOS.Sem ter de tocar no telefone os utilizadores vão passar a ter acesso a todas as mensagens, SMS e alertas dos seus telefones. Esta integração irá também permitir que usem as aplicações diretamente, como se no telefone estivessem.Esta novidade vai começar a ser testada já esta semana com os Windows Insiders e, se tudo correr como esperado, chegará ao Windows 10 no final do ano.A Microsoft e a DJI vão criar um SDK para o Windows 10A DJI é hoje em dia um dos maiores fabricantes mundiais de drones. Esta sua capacidade única leva a que pretenda integrar os seus drones com sistemas e aplicações de outros fabricantes, o que nem sempre é simples. Para tornar mais simples e mais intuitiva a ligação com o Windows 10, a Microsoft e a DJI vão partilhar um SDK para comunicação entre os drones e o sistema operativo.Com este SDK será possível controlar de forma completa qualquer drone da marca, ao mesmo tempo que passa a ser possível transmitir dados destes mesmos drones da DJI para o Windows.A somar a isto passa também a haver a integração com hardware de terceiros, alargando o que é possível fazer com estes drones.Com a esperada e anunciada integração com o Azure, a  DJI passa a ter uma solução de IA para integrar nos seus serviços e para dar aos seus clientes, sempre que criar soluções empresariais e dedicadas.A Microsoft moveu o Kinect para a cloudAo decidir terminar o Kinect, a Microsoft acabou com um dos seus mais inovadores produtos os último anos. Não se esperava que a empresa retomasse este seu equipamento, mas a verdade é que hoje na Build tudo mudou.O Kinect afinal não morreu e a Microsoft acabou por lhe arranjar uma nova casa. O Kinect vai passar a estar na cloud, sempre disponível, mas em moldes diferentes.Ver imagem no TwitterMicrosoft✔@MicrosoftIntroducing Project Kinect for Azure, the most powerful sensor kit with spatial human and object understanding. #MSBuild17:18 - 7 de mai de 2018595411 pessoas estão falando sobre issoInformações e privacidade no Twitter AdsFoi numa publicação no Linkedin que um funcionário da Microsoft explicou em detalhe o que o novo Kinect vai trazer e qual a sua integração com a Cloud. O novo sensor de profundidade e as capacidades de IA da Azure vão dar a esta nova versão muito mais.O caminho está aberto para todos os programadores criarem as suas propostas baseadas neste novo conceito. O hardware foi renovado e é capaz de oferecer muito mais.A Cortana e a Alexa estão agora mais integradasFoi na Build de 2017 que a Microsoft mostrou a integração entre a sua assistente virtual e a Alexa, a assistente da Amazon. A ideia das empresas era colocar estas duas assistentes a conversar, dando aos utilizadores o melhor de cada uma delas.Este ano estas duas voltaram ao palco da Build e mostraram que estão ainda mais integradas. Com um simples “Alexa, open Cortana” a integração fica feita e o acesso a tudo o que é possível fazer é garantido.As possibilidades são infinitas e temos acesso na Alexa a tudo o que fazemos no nosso PC, desde enviar um email, pesquisar na Internet ou consultar qualquer informação.Esta é uma integração ainda em fase muito inicial e ambas as empresas estão a trabalhar para a melhorar e integrar ainda mais. Não existe para já data de lançamento.Estas são as principais novidades que a Microsoft deu a conhecer no primeiro dia da Build. A maioria está concentrada no Windows 10, o maior trunfo da empresa para os próximos anos e onde pretende investir.source: pplware.sapo.pt

Controlar os consumos de Internet no Windows 10? É muito simples

2018-05-07 às 09:31


Com a atualização de abril do Windows 10 a Microsoft conseguiu trazer muitas novidades a este sistema operativo. Se algumas delas são de peso e têm impacto, muitas delas concentram-se na melhoria de utilização, sendo por isso igualmente importantes.Uma dessas pequenas, mas importantes, alterações surgiu na visualização dos consumos de Internet no Windows 10. Esta área está melhorada e com novas funcionalidades.
As versões anteriores do Windows 10 já permitiam aos utilizadores consultarem os consumos de Internet, ainda de forma um pouco básica, mas com toda a informação presente.Com esta nova versão a informação foi melhorada e está mais completa. Há novidades que estavam em falta antes e que agora podem ser usadas.Controlar os consumos de Internet no Windows 10A visualização dos consumos continua a estar no mesmo lugar. Pode ser consultada acedendo a Definições e depois a Rede e Internet. Ai dentro, e na coluna da esquerda, devem escolher Utilização de dados.A informação é agora apresentada de forma mais direta e com dados por interface, quer seja física ou Wi-Fi. Para cada uma delas podem ser vistos os consumos dos últimos 30 dias.Ver os consumos de Internet por aplicaçãoPorque podemos querer consultar esta informação de forma ainda mais detalhada, o Windows 10 tem disponível a opção para vermos os dados por aplicação. Escolham a opção Ver utilização por aplicação e têm acesso direto a estes dados.Para cada aplicação que tenha consumido dados vai ser mostrada informação detalhada. Aqui podem ver os consumos particulares e o seu impacto no consumo geral é apresentado.Por fim, e porque esta era uma opção pedida, encontram também aqui a possibilidade de repor as estatísticas de utilização. Ao fazerem isso eliminam os dados anteriores e iniciam uma nova contagem dos dados.Tenham em atenção que para poderem eliminar os dados devem escolher uma das interfaces e não as redes a que se ligam.Definir limites mensais de consumo no Windows 10Porque muitos usam o seu computador com acesso à Internet limitado, normalmente com ligações 4G, existe também a possibilidade de serem definidos limites de dados.  Esta atribuição é feita em Definir limite.Aqui devem escolher o tipo de limite que pretendem aplicar: mensalmente, pré-pagou ou ilimitado. É ainda necessário definirem a data de reinício, o valor do limite e a unidade a aplicar.Com esta informação qualquer utilizador pode agora controlar de forma ainda mais detalhada todos os consumos de Internet que a sua máquina faz. A informação está mais completa e mais arrumada, sendo por isso mais simples de consultar.source:pplware.sapo.pt